Movimento de aeroportos regionais aumenta, e Jericoacoara concentra 96% do fluxo de passageiros

Recuo no número de casos da pandemia de Covid-19 influenciou crescimento de movimentação nas unidades regionais

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: Aeroporto de Jericoacoara concentra maior movimento entre os terminais regionais
Foto: Divulgação

Com a retomada do turismo por conta da redução de casos da pandemia de Covid-19, a movimentação nos aeroportos cresceu nos primeiros quatro meses de 2022. O aeroporto de Jericoacoara concentra 96,2% do fluxo de passageiros no primeiro quadrimestre do ano. 

De acordo com a Superintendência de Obras Públicas (SOP), de janeiro a abril deste ano, um total de 118.039 passageiros circularam pelos terminais regionais, entre embarques e desembarques, e destes, 113.625 foram registrados no aeroporto de Jericoacoara. 

Considerando o movimento total, o crescimento foi de 151,5% entre os meses de janeiro a abril em comparação com o mesmo período de 2021 (46.928 passageiros). 

O gerente de Programa e Operações Aeroportuárias da SOP, Marcus Pacobahyba, destaca que a população está viajando mais agora que a pandemia está em queda. 

Também vale dizer que estamos em ano de campanha eleitoral, o que aumenta a demanda de serviços aéreos para transportar grupos empresariais e políticos; fora que as melhorias operacionais e estruturais tornam os terminais habilitados a receber uma maior quantidade de voos”.
Marcus Pacobahyba
gerente da SOP

Comportamento das outras unidades 

Seguido da unidade de Jericoacoara, vem o aeroporto de Canoa Quebrada, em Aracati, com 1.117 passageiros. Conforme a SOP, o maior fluxo nessas unidades é atribuído à disponibilidade de voos comerciais. 

Ao todo, dez aeroportos são supervisionados pelo Governo do Ceará: Sobral (1.152 passageiros), Iguatu (785), São Benedito (446 passageiros), Tauá (407), Crateús (144 passageiros), Quixadá (138 passageiros), Camocim (132 passageiros) e Campos Sales (93 passageiros).

Além disso, foi observado um aumento no número de aeronaves que transitaram pelos terminais regionais, tanto de voos comerciais quanto particulares.  

Houve um total de 2.796 pousos e decolagens no primeiro quadrimestre deste ano, contra 1.988 no mesmo período de 2021, algo que representa uma movimentação 40,6% maior.