Inflação da Black Friday: produtos estão até 30% mais caros do que em 2020

Já produtos como fone de ouvido, cadeira games e celular são encontrados até 48% mais baratos do que custavam na última Black Friday

Escrito por Redação,

Negócios
Compras
Legenda: Embora realizada apenas no dia 26 de novembro, algumas lojas já antecipam a Black Friday com ofertas durante todo o mês
Foto: Thiago Gadelha

O mês de novembro é marcado pelas promoções e descontos da Black Friday. No entanto, com a inflação acima de 10% no acumulado em 12 meses, muitos dos preços estão bem mais caros na comparação com o ano passado. 

De acordo com um levantamento feito pela plataforma Buscapé, com base nos produtos mais buscados pelos consumidores, itens como Smart TV e pneu de carro estão até 30% mais caros na comparação com o preço mínimo encontrado em novembro de 2020.

Já produtos como fone de ouvido, cadeira games e celular são encontrados até 48% mais baratos do que custavam na última Black Friday.

Dos 120 produtos mais buscados em 12 categorias, na primeira semana e novembro:

  • 36 estão mais caros neste ano;
  • 33 estão mais baratos;
  • 6 continuam na mesma faixa de preço.
  • Os outros 45 não têm comparativo, já que não estavam entre os mais buscados em 2020.

Variação de preço de setembro a novembro de 2021

Um estudo do site JáCotei mostra a variação de preços dos 10 produtos mais buscados no site no período de 22/09 a 21/10.

Categoria Variação de Preço (22/09 à 21/10/21)
Smartphone  0,04% (+)
TV -1,15% (-)
Geladeira 10,83% (+)
Micro-ondas -5,23% (-)
Ar Condicionado -6,88% (-)
Lavadora de Roupas 7,34% (+)
Fogão -0,90% (-)
Notebook -1,79% (-)
Forno 1,88% (+)
Pneu -1,89% (-)
Variação média + 1,1%

Considerando-se o reajuste médio de 1,1% em 30 dias, e que a inflação aponta para quase 10% ao ano, a oscilação média está próxima à inflação. 

Contudo, algumas categorias tiveram elevação de preços superior à inflação, e são elas: geladeira (10,83%), lavadora de roupas (7,34%), forno (1,88%). Esses aumentos exigem atenção dos consumidores antes de comprar.

“Essa análise constata que para escolher a melhor oferta é preciso se preparar antes da Black Friday. Por isso, comparar os preços e verificar seu comportamento pelo gráfico é primordial para economizar” afirma Antônio Coelho, CEO do comparador de preços JáCotei.

Inflação dos produtos apenas em janeiro

De acordo com Assis Cavalcante, presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Fortaleza, este período de fim de ano será uma oportunidade para os consumidores, pois o varejo local está segurando a inflação de vários produtos. Em linhas gerais, esse aumento, deverá ser repassado apenas em janeiro.

Ainda sem estimar um percentual, ele projeta que haverá crescimento no volume de vendas em relação ao ano passado.

Para explorar este potencial, a entidade tem estimulado os lojistas da Capital a realizar campanhas e promoções de atração do público ao comércio presencial.

Black Friday em 2020 impulsionou as vendas digitais

Segundo dados da Cielo, referente ao faturamento das lojas físicas no Estado, em 2020, houve uma considerável queda, de 27%, ante a Black Friday em 2019. O encolhimento é menor (-19,5%) quando a comparação é feita somando os resultados da véspera ao do dia das promoções.

Segundo o gerente de Inteligência da Cielo, os resultados refletem a pandemia e a busca pelos canais de e-commerce para se fazer compras. 

O levantamento da Cielo apontou que no dia da Black Friday de 2020, o segmento de veterinárias e petshops foi o que apresentou o melhor resultado, com uma alta de 39,8% do faturamento ante a Black Friday em 2019. Materiais para construção (13,7%), e supermercados (9,2%) foram os setores com evolução neste ano. 

Mas os números não foram suficientes para evitar a queda de 27% do faturamento geral, que ainda registrou as quedas nos segmentos de drogarias e farmácias (9,9%); turismo e transporte (32%); cosméticos e higiene pessoal (32,7%); vestuário (33,1%); óticas e joalherias (34,1%); e móveis e eletrodomésticos (46,2%).

Dicas para encontrar o bons preços na Black Friday

  • Anote os preços do produto antes: Inclua os produtos de interesse em uma lista e anote os preços dos sites que você tem interesse em comprar.
  • Monitore os preços: Analise a variação de preços. Você pode utilizar sites que façam essa análise por você, entre eles há o JáCotei, que envia um e-mail quando o preço desejado for alcançado.
  • Escolhas lojas confiáveis: Compre apenas em lojas confiáveis. Assim, você evita cair em golpes nesse período. 

Decon realiza fiscalizações em 2021

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (DECON), do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), realizou fiscalizações em 18 estabelecimentos, incluindo os shoppings Rio Mar Papicu e North Shopping Jóquei.

O intuito seria analisar o posicionamento dessas lojas antes do período da Black Friday, programada para o fim de novembro. No processo de fiscalização, os critérios utilizados consideravam se os estabelecimentos estão informando de forma clara, precisa e ostensiva os preços dos produtos, além dos respectivos descontos aos consumidores.