Hotelaria e comércio pedirão isenção de impostos ao Estado e Prefeitura para contornar crise de coro

Medida foi acordada em reunião com entidades relacionadas ao turismo no Estado e deve valer para o período de controle do Covid-19.

Legenda: Organizações relacionadas ao turismo pedem isenção de impostos para lidar com crise do Covid-19

Setores da economia no Ceará estão se organizando para conter os impactos no mercado. Após reunião na manhã desta terça-feira (17), a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará (Abih-CE), o Convention & Bureau, a Associação Brasileira das Empresas de Eventos (Abeoc-CE) e a Fecomércio Ceará, decidiram que irão enviar um pedido ao Poder Público para isenção de impostos municipais e estaduais.

A informação foi confirmada por Ivana Bezerra, presidente do Convention Bureau. Um ofício será enviado ao governador Camilo Santana (PT) e ao prefeito Roberto Cláudio (PDT).

O pleito trata da isenção da cobrança dos tributos municipais Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e Imposto Predial e Territorial Urbano, além do estadual Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A isenção deverá valer para o período de controle do novo coronavírus.

Ivana ainda comentou que as entidades marcaram a reunião para discutir, também, outras estratégias para contornar a crise causa pela pandemia do coronavírus. O Ceará já conta com pelo menos 9 casos confirmados da doença causada pelo COVID-19.

A presidente do Convention Bureau também afirmou que as entidades já estão elaborando estratégias para evitar que a taxa de contaminação cresça de forma exponencial. Ivana contou que as instituições estão avaliando esquema de trabalho remoto para os funcionários, além disso, todas as reuniões presenciais foram canceladas.

"Precisamos agir para evitar mais casos de contaminação. Cancelamos reunião a partir de hoje e estamos avaliando regimes de trabalho em casa. Não justifica você deixar o funcionário em contato com pessoas contaminadas durante o trabalho e durante o percurso até para o trabalho", disse Ivana.

 

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus: 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios