Fábrica de carros voadores no Ceará poderá produzir até 500 veículos em cinco anos

Empresa projeta produção de 50 veículos dos modelos não tripulados em 2024

Escrito por Redação ,
carro voador em fortaleza
Legenda: Carro voador foi apresentado em Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha

A Vertical Connect, startup cearense de 'carros voadores', instalará uma fábrica no Ceará com capacidade de produzir 500 veículos nos próximos cinco anos. A planta deve ser instalada na Região Metropolitana de Fortaleza em 2024.

No local, a empresa deverá produzir o seu veículo elétrico de pouso de decolagem vertical (eVTOL) tripulável. O Gênesis X1, que teve protótipo apresentado na última semana, poderá levar até duas pessoas com velocidade de até 130 km/h. 

Estão sendo realizados planejamento físicos para a construção da planta e obtenção de documentação na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), segundo o diretor de operações (COO) da Vertical, Marco Berzagh

Com a conclusão das etapas, o memorando de entendimento para a instalação da fábrica deve ser assinado no primeiro trimestre de 2024, conforme Berzagh. A probabilidade maior é que a planta seja construída em Itaitinga, mas Fortaleza e a região do Pecém também são opções, segundo o diretor. 

“Poderia ser em Fortaleza, no Pecém, e Itaitinga que é a cidade que nos proporcionou uma situação muito confortável. Estamos escolhendo o lugar, a melhor forma de estar dentro do estado do Ceará, trazendo mão de obra do Ceará. É uma questão de tempo a ser definido, provavelmente no decorrer do mês de janeiro”, afirmou. 

Veja também

A Prefeitura de Itaitinga demonstrou interesse em assinar o memorando de entendimento para instalar a fábrica no município já nos primeiros dias de janeiro. A planta representaria uma virada de chave para a cidade, destacando-a como polo de tecnologia e inovação, segundo o chefe de gabinete da prefeitura, Celso Rodrigues.

Segundo a gestão, a previsão é de que o empreendimento gere 150 empregos diretos nos primeiros três anos. A projeção da Vertical é que, em 2024, cerca de 70 cargos já sejam formalizados. Além disso, a empresa estuda parceria com universidades cearenses e com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) para mão de obra.

Produção de carros voadores no Ceará

Com a implantação da fábrica, a Vertical planeja produzir 50 veículos no Ceará já em 2024, dos modelos não tripulados. Já para o modelo Gênesis X1, que pode transportar pessoas, a expectativa é de que a produção comece em um ano e meio, segundo Marco Berzagh.

“Temos que fazer ensaio de voo, ensaio estrutural, ensaio de paraquedas balísticos. Vamos ter que destruir duas ou três aeronaves para poder saber que realmente é um equipamento seguro, que vai conferir a todas as regras de engenharia e segurança da legislação da Anac”, explica o diretor.

Um dos modelos que deverá ser produzido é o Gênesis AB, projetado para executar tarefas na agricultura e pecuária. O modelo pode transportar até 200 litros d'água e é útil para irrigação. A empresa também tem projetos de veículos elétricos que podem ser utilizados em entregas, como ambulância aérea e para policiamento. 

A Vertical Connect entrou com o pedido de certificação para os modelos na última semana. A produção total da empresa no Ceará deve aumentar gradativamente a partir do próximo ano, atingindo 500 veículos nos próximos anos.

O diretor de operações (COO) da empresa ressalta que, se as previsões se concretizarem, a empresa deve expandir o parque de produção no Ceará. “É um estado muito importante para produção de energia limpa. Uma vez que o estado oferece a energia mais limpa do Brasil, porque não combinar com uma fábrica de equipamentos totalmente elétricos, totalmente ecológico?”, aponta.  

 

 

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.
Assuntos Relacionados