Ceará negocia investimento de R$ 50 milhões para fábrica de aviões

Representantes da empresa já visitaram áreas em Aracati, Eusébio e Sobral

Legenda: Hangar no Aeroporto de Aracati é uma das três áreas consideradas para a instalação da fábrica.
Foto: Cid Barbosa

A fabricante de aviões Octans Aircraft, instalada em São Paulo, estuda abrir uma unidade no Nordeste e o Ceará tem se mostrado um dos fortes candidatos a levar a disputa. Representantes da empresa já visitaram três possíveis áreas no Estado, em Sobral, Aracati e Eusébio.

A informação foi revelada ao Diário do Nordeste por Raimundo Gomes de Matos, diretor de planejamento da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), instituição procurada para analisar a proposta.

Conforme Gomes de Matos, a empresa tem uma carteira fechada para a entrega de 20 aviões e, inicialmente, solicitou apoio para capacitar profissionais nordestinos e levá-los à fábrica em São João da Boa Vista (SP). O suporte da Sudene fica condicionado a um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) registrado na Região.

"Nós fizemos esse trabalho de convencimento de trazer a fábrica pra cá e ele (CEO da Octans Aircraft) aceitou. A princípio, foi considerado o município de Campina Grande, mas tivemos algumas dificuldades lá por parte da área pertencer ao governo do Estado. Então, sensibilizamos para vir ao Ceará"
Raimundo Gomes de Matos
Diretor de planejamento da Sudene

De acordo com a estimativa do diretor da Sudene, deve ser necessário um investimento de cerca de R$ 50 milhões para a instalação da empresa, aporte que seria realizado com recursos próprios.

Áreas avaliadas

A área considerada para a operação da fábrica em Aracati fica localizada no aeroporto do município onde, até 2019, funciona a base da TAM Aviação Executiva.

O espaço em Sobral também é de responsabilidade do Governo do Estado, enquanto uma empresa privada é responsável pela terceira possibilidade, onde fica uma oficina de helicópteros.

"Ele (representante da empresa) tem recursos próprios. Fizemos um estudo da proposta e ela tem viabilidade econômica. Temos esses espaços que seriam negociados com governo e prefeitura, mas ele também está buscando parcerias privadas para ter mais opções", afirma Matos.

A decisão sobre onde o investimento será realizado deve sair nos próximos dois meses, diz, tendo em vista que já há uma carteira de projetos a ser entregue.

"O fato é que existe um diálogo bastante positivo de nós levarmos essa fábrica para o Ceará", conclui o diretor da Sudene.

Legenda: No site da companhia, o modelo disponível para compra é o Cygnus, um monomotor de pequeno porte com cinco lugares
Foto: Divulgação

A Octans Aircraft

A Octans Aircraft foi fundada em 2002 sob o nome de Inpaer. A fabricante atua em todas as fases, desde a elaboração do projeto até sua montagem final e entrega para os clientes.

Em 2017, a marca foi mudada para Octans Aircaft seguindo a estratégia de globalização da empresa, que demandou investimento de R$ 80 milhões entre 2013 e 2019. A empresa já realizou a entrega de cerca de 240 aeronaves.

No site da companhia, o modelo disponível para compra é o Cygnus, um monomotor de pequeno porte com cinco lugares e certificação iBR 2020 emitida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A plataforma ainda indica parcerias com empresas como Eringer, Siemens e F/List na Europa e Hartzell, Garmin, AmSafe e Lycoming nos Estados Unidos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados