Alimentação alavanca investimentos no Ceará

Considerado como um dos mais prósperos no Ceará, o segmento conta com várias franquias em expansão no Estado

Legenda: A Seletti está abrindo uma loja por ano na Capital e espera que, a médio prazo, possa lançar modelo de franquia express ou loja de rua

O segmento de alimentação é um dos mais prósperos para abertura de franquias no Ceará. O que atrai empresas de outros estados a terem unidades por aqui. A rede Seletti, que foca em alimentação saudável, tem duas unidades em Fortaleza, uma no Del Paseo e outra no Iguatemi. Pretende abrir uma por ano, até 2019, totalizando cinco na Capital, seguindo o estudo de viabilidade feito pela empresa. Para a abertura da última unidade, no mês de abril, foram investidos cerca de R$ 400 mil com a geração de 15 empregos diretos.

>Potencial do NE atrai novos segmentos

>Maturidade amplia retorno dos negócios

>Mercado de franquias vai bem, obrigado

>Perfil e recursos são decisivos na escolha 

>Opção também para quem tem pouco dinheiro

De acordo com o diretor e idealizador da Seletti, Luis Felipe Campos, após ter analisado o mercado de Fortaleza, foram estudadas as muitas ofertas de shopping centers na praça local. "Estamos montando uma loja por ano e, até o momento, com o mesmo franqueado que é um parceiro local", conta. Para Campos, é importante ter um franqueado experiente e que entenda do mercado. "A experiência do parceiro ajuda muito no resultado do negócio", destaca.

O diretor ainda informa que, a médio prazo, pode entender melhor o mercado e lançar modelo de franquia express ou até mesmo loja de rua. "Só vamos analisar após termos três lojas abertas", considera.

Campos esclarece que não encontrou dificuldades na adaptação do mercado cearense, pois a alta temperatura só ajuda a consumir seus produtos.

Adaptação regional

O ticket médio atual é de R$ 26 nas unidades da rede. No cardápio, a única coisa que foi adaptada ao mercado local foram sabores de sucos de frutas. Os planos de expansão para o Interior só serão traçados após a consolidação das cinco lojas na Capital. "Estamos em Fortaleza para ganhar escala. A questão logística é mais barata e eficiente em escala, ganha-se em valores de produtos e possibilidade de plano de carreira para a equipe", diz.

Coxinhas

A Coxinha Du Chef, no mercado desde 2013, realizou estudo de geomarketing e viabilidade no Estado e apurou que Fortaleza é uma das principais cidades com forte capacidade de receber unidades da franquia no Nordeste.

"O potencial identificado nas pesquisas indica que o Ceará comporta 12 lojas, sendo cinco na Capital e sete distribuídas nas principais cidades do Interior do Estado", informa a diretora da NS&T Franchising, consultoria responsável pela expansão da Coxinha Du Chef no Brasil, Léia Regina Nascimento.

A previsão para os próximos 12 meses é instalar unidades em Fortaleza, Sobral, Caucaia, Juazeiro do Norte e Maracanaú. O investimento inicial do negócio depende do formato escolhido, que pode ser o express, com aporte de R$ 79.990 mil, ou loja Conceito, de R$ 150 mil. O prazo de retorno é entre 14 e 30 meses para ambos. A rede está em 11 estados com 46 franquias e gera 310 postos de trabalho.

dsa

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios