Fortaleza inicia agendamento para segunda dose de crianças imunizadas com Pfizer pediátrica

Nomes serão incluídos em listas, mas crianças que atingiram o limite de 60 dias podem ser levadas por responsáveis sem agendamento

Escrito por Redação,

Ceará
Legenda: Agora, público pediátrico da Capital já recebe D2 da Pfizer e da CoronaVac
Foto: Thiago Gadelha

Pais e responsáveis de crianças de 5 a 11 anos que receberam a primeira dose (D1) da Pfizer contra a Covid-19 já devem consultar as listas de vacinação da Prefeitura de Fortaleza para checar o dia, o horário e o local da D2 do público pediátrico

O intervalo entre as duas doses do imunizante da farmacêutica americana é de 60 dias. Caso a criança atinja a data-limite para D2 e não tenha o nome na lista, os representantes legais podem levá-la a qualquer um dos centros de vacinação que tenham doses da Pfizer. 

A gestão municipal divulga diariamente os endereços dos pontos onde há disponibilidade e a especificação dos imunobiológicos. 

No dia da vacinação, os documentos obrigatórios são cartão de vacinação, o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) e documento oficial de identificação da criança, como certidão de nascimento, carteira de identidade ou passaporte. Também é necessário um comprovante de residência atualizado e um documento original com foto do responsável pela criança no momento da aplicação.

D2 em crianças na Capital

Fortaleza já havia iniciado no último dia 5 de março a aplicação da D2 em crianças, mas apenas naquelas que tomaram a vacina da CoronaVac na D1. Nesses casos, o intervalo entre as duas doses é de 28 dias. 

Já as crianças que ainda não tiveram acesso a nenhuma das doses de proteção anticovid podem receber o imunizante sem agendamento prévio. 

"Crianças com Covid-19 só devem receber o imunizante 30 dias após o início dos sintomas ou do resultado positivo em casos de assintomáticos. Em casos negativos para o coronavírus, mas com quadro de síndrome gripal, o recebimento da vacina deve ocorrer após 48 horas do desaparecimento dos sintomas", orienta a Secretaria Municipal da Saúde (SMS).