Cachorro abandonado dentro de saco de ração é resgatado em Maracanaú

Animal foi resgatado e acolhido por um casal que comumente presta assistência a cachorros abandonados da região, mas que não tem condições financeiras para ficar com ele

Escrito por Redação,

Ceará
Cachorro sujo deitado no chão de uma casa de reboco.
Legenda: O animal foi acolhido por um casal que deu água, comida e banho.
Foto: Arquivo Pessoal

Um cachorro foi abandonado preso dentro de uma sacola plástica de embalagem de ração, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. O cão foi resgatado na noite deste domingo (26) por um homem que passava pelo local, no bairro Piratininga, e notou uma movimentação estranha na sacola. 

O cachorro apresentava sangramento e pode ter sofrido envenenamento. Ele foi levado para ser cuidado por um casal que presta assistência a cachorros abandonados na rua da região: Paulo Sérgio Alves do Nascimento, 48, e sua esposa.

“Minha esposa examinou e não tem nenhum ferimento. Aparentemente, foi envenenamento, pois ele babava muito”, contou Paulo. O casal não conseguiu descobrir ainda o que provocou o sangramento e pretende levar o cão para uma clínica veterinária. Contudo, sem condições financeiras para arcar com uma consulta, eles esperam que alguma Organização Não Governamental (ONG) ou algum profissional se sensibilize e receba o animal.

Nesta segunda (27), “Lobo”, como a esposa de Paulo batizou o cachorro, “amanheceu bastante esperto” após ter a boca lavada com soro e ter se hidratado e se alimentado. "Parece ser bem dócil", disse Paulo.

Adoção

Paulo e a esposa abrigam, atualmente, 15 cachorros que foram abandonados na rua. Por isso, não têm condições financeiras de dar um lar, também, a Lobo.

“Não temos mais espaço e estou com dificuldade financeira porque passei pelo tratamento de um câncer. Graças a Deus estou bem de saúde, mas muito ruim financeiramente”, disse Paulo, que trabalhava como vendedor numa loja no Centro de Fortaleza, mas teve que se licenciar do emprego para tratar a doença.

Ele diz que, após ser tratado no veterinário, Lobo estará disponível para adoção.

Crime

Abandonar e maltratar animais é considerado crime no Brasil, tanto pela Constituição Federal como pela Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/98).

A última legislação diz no artigo 32 que "praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos" é passível de prisão de três meses a um ano e multa.

Contato

Interessados em ajudar Lobo podem contatar Paulo e sua esposa pelo Instagram.