Empresário acusado de estuprar Mariana Ferrer é inocentado pela Justiça

A decisão é do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC)

Empresário André de Camargo Aranha e influencer Mariana Ferrer
Legenda: O empresário André de Camargo Aranha foi acusado pela influencer Mariana Ferrer por estupro, mas acabou absolvido.
Foto: reprodução/Twitter

A Justiça manteve a absolvição do empresário de futebol André de Camargo Aranha, de 44 anos, acusado de estupro de vulnerável contra a promotora de eventos Mariana Ferrer, de 25 anos. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A decisão é do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em audiência realizada nesta quinta-feira (7). 

Por 3 votos a 0, os desembargadores mantiveram a decisão em primeira instância — proferida em setembro de 2020. Foram desembargadores: Ana Lia Carneiro, Ariovaldo da Silva e Paulo Sartorato. 

Segundo testemunhas e provas periciais, o empresário dopou e violentou a jovem, em 2018. Apesar disto, em 2020, ele ganhou a batalha na Justiça com a sentença inédita de “estupro culposo" — quando não há intenção de estuprar.

Entenda o caso

Conforme relatou a promotora de eventos, o empresário a dopou para estuprá-la em uma festa no Café de La Musique de Florianópolis (SC), em 2018. Na época, Mariana tinha 21 anos. 

Aranha negou o crime. De acordo com o empresário, Mariana praticou sexo oral, mas de forma consensual. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil