João Doria desiste de pré-candidatura à presidência da República

Ele chegou a chorar em anúncio transmitido nas redes sociais

João Dória chorou em transmissão ao vivo
Legenda: João Dória chorou em transmissão ao vivo
Foto: Reprodução/Facebook

João Doria (PSDB), ex-governador de São Paulo, anunciou a desistência de sua pré-candidatura à Presidência no início da tarde desta segunda-feira (23).

"Hoje, neste 23 de maio, serenamente, entendo que não sou a escolha da cúpula do PSDB. Aceito esta realidade de cabeça erguida", afirmou o ex-governador.

Veja anúncio de João Doria:

Ele enfrentava resistências internas no PSDB e de partidos da terceira via. O anúncio foi feito em pronunciamento na Zona Sul de São Paulo.

Para as eleições deste ano me retiro da disputa com o coração ferido, mas com a alma leve
João Doria
Ex-governador de São Paulo

A decisão do tucano foi anunciada um dia antes de a executiva do PSDB se reunir para definir como o partido se posicionará na disputa presidencial de outubro.

Além do presidente do PSDB, Bruno Araújo, o líder da bancada tucana na Câmara dos Deputados, Adolfo Viana, também esteve presente ao pronunciamento de Doria.

Prévias do PSDB

Apesar de ter vencido as prévias do partido, Doria vinha enfrentando resistência para alavancar sua candidatura. Nos últimos meses, sua legenda mostrava poucas esperanças no projeto do paulista. Uma ala do PSDB tentou fazer com que o ex-governador Eduardo Leite fosse o nome tucano para a corrida, mas o projeto não teve sucesso.

Em um dos momentos mais tensos da disputa interna do PSDB, Doria chegou a comunicar a aliados que havia desistido de concorrer à Presidência e avisar que não iria mais deixar o cargo de governador, como estava previsto. O anúncio, no decorrer do dia 31 de março, fez com que Bruno Araújo, presidente do PSDB, enviasse uma carta aos principais líderes do partido na qual defendeu o resultado das prévias pela primeira vez.

 


Assuntos Relacionados