Restaurantes devem funcionar até 23h na fase 4 da retomada, afirma Abrasel

Associação diz ter acertado avanço na retomada com o Governo do Estado, que deve publicar novo decreto até o fim de semana

Legenda: Restaurantes devem ter horário de funcionamento ampliado a partir de segunda (20)
Foto: Divulgação

Os bares permanecerão fechados na quarta fase do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais, afirmou hoje (15) o governador Camilo Santana, mas os restaurantes devem ter o horário de funcionamento ampliado para 23 horas, conforme a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel-CE). "Os restaurantes vão abrir até as 23 horas, isso foi um acerto nosso com o Governo do Estado, mas ainda não foi anunciado", diz Rodolphe Trindade, presidente da Abrasel-CE.

"Nós ainda vamos conversar com o Flávio Ataliba (secretário executivo de Planejamento e Orçamento da Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará), para saber se terá algum ajuste de protocolo. A abertura até as 23 horas começaria na segunda-feira, com limitação de público a 50% da capacidade", pontua Rodolphe Trindade.

Sobre os bares permanecerem fechados, ele lembra que está proibida a realização de atrações como músicos, DJs e outras atividades que provoquem aglomeração. "É proibida a música ao vivo, então o bar, querendo ou não, vira um restaurante de petisco", diz o presidente da Abrasel-CE.

Ele diz ainda que hoje a entidade deve se reunir com o Governo do Estado para ter mais informações sobre a nova fase. "É preciso preparar as equipes, tem funcionários que ainda estão afastados nos moldes da Medida Provisória 936 e eu imagino que será preciso trazê-los de volta. Tem muitos restaurantes que ainda não reabriram porque a operação apenas durante o dia não compensa", destaca.

"Quanto mais tempo a gente demora a voltar, mais tempo leva pra conquistar a confiança dos clientes. Se eu retorno mais cedo, minha equipe consegue se adequar mais cedo", destaca, lembrando ainda que mais tempo de estabelecimentos fechados representa ainda menos recursos para manter o negócio e manter os funcionários, além de menos recursos para custear uma retomada segura, garantindo todos os EPIs necessários.