Restaurante investe em delivery e formações para superar período de crise na pandemia

Para Maria José Barbosa, proprietária da Tapiocaria da Mazé, cursos ajudaram a lidar de forma adequada com a demanda por delivery

Legenda: Parte da equipe da Tapiocaria da Mazé
Foto: Acervo pessoal

Com o início da pandemia de Covid-19 em 2020, o impacto em negócios que atuam na rede de turismo no Ceará representou encerramento de empresas, redução de funcionários e a paralisação do setor. Uma das afetadas por esse contexto foi Maria José Barbosa, proprietária da Tapiocaria da Mazé, no município de Aquiraz. De acordo com a empresária, foi preciso readequar o negócio e começar a investir no delivery para conseguir fechar as contas do mês e manter a operação funcionando.  

Assim, Maria José, conhecida como Mazé, precisou realizar formações para entender as novas demandas dos clientes e utilizar as redes sociais de forma eficiente. Segundo ela, atualmente a empresa está recebendo “mais clientes do que nunca”, por conta das ações realizadas. Por trabalhar com culinária regional, uma das prioridades foi garantir que os alimentos chegassem com boa aparência ao cliente, como forma de manter uma experiência semelhante ao presencial no restaurante.  

Uma das práticas realizadas por Mazé foi a criação de grupos no WhatsApp com os clientes do restaurante, como forma de sempre enviar o cardápio mais atualizado. Os aprendizados foram proporcionados por meio do curso de Marketing e Vendas que a empreendedora realizou junto ao Sebrae.  

Em anos anteriores, Mazé já estava em contato com o Sebrae para formações em diferentes campos do empreendedorismo. Desde o início da pandemia, a parceria foi fortalecida por cursos on-line sobre diferentes temas que auxiliaram na passagem durante os períodos mais intensos de lockdown. Entre os aprendizados de Mazé estão também temáticas de finanças empresariais e, mais recentemente, a Gestão de Processos de Cozinha, encerrada há dois meses.   

“Para algumas coisas eu estava com os olhos vendados. Desde a organização do espaço, até o armazenamento da mercadoria e como abordar o cliente”, explica Mazé. Além da empresária, os outros cinco funcionários da Tapiocaria também participaram da formação. Para os próximos meses, a empreendedora informa que irá seguir com os estudos e na realização de outros cursos.  

Capacitação para o empreendedor 

De acordo com Elizangela Andrade, articuladora do Sebrae Cariri, as consultorias com os empreendedores estão sendo realizadas de forma presencial, on-line ou híbrida. Caso haja uma demanda, o atendimento pode ser inicializado pelos canais remotos, nos sete dias da semana, 24 horas.  

 Entre as ações ofertadas pelo Sebrae, a articuladora destaca o programa Agente Local de Inovação (ALI), no qual uma empresa é acompanhada durante quatro meses por um profissional para auxiliar no desenvolvimento da produtividade e inovação do negócio. “Outro programa é o Sebrae na Sua Empresa, em que o negócio recebe um agente para aplicar um diagnóstico para detectar as necessidades prioritárias e, assim, preparar uma esteira de atendimento e soluções mais adequadas.”  

 Para empreendedores que estão buscando formações que auxiliem no dia a dia da empresa, o Sebrae conta com cursos, planilhas, e-books e consultorias que trabalham diferentes aspectos do negócio. O cliente deve acessar o site link.ce.sebrae.com.br/voltaporcimadn e aplicar o cupom SEBRAE100 para conferir os conteúdos.

 Mais informações:   

Sebrae-CE 
0800-570-0800 (ligação gratuita ou WhatsApp)  
www.ce.sebrae.com.br 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados