Profissão Trader ganha força com inserção para autônomos no mercado de ações

Autônomos, globais e tecnológicos, os traders já são considerados profissionais do futuro

Legenda: Investir na bolsa de valores é umas das oportunidades promovidas pela tecnologia
Foto: shutterstock

Há alguns anos, o pensamento de trabalhar em casa sentado em frente apenas de um computador era um desejo dos mais visionários. Com as constantes modificações do mercado de trabalho e o surgimento de novas tecnologias, essa condição se concretizou e virou oportunidade. 

Em 2020, o Fórum Econômico Mundial previu que as profissões do futuro cresceriam 51% e projetou que, juntas, apresentarão mais de 6,1 milhões de oportunidades de emprego em todo o mundo. Entre essas profissões, estão os traders. Como o nome sugere, um trader é aquele que trabalha com trade, em miúdos, a operação de compra e venda de ativos (ações) na bolsa de valores em curto prazo.  

No mercado de ações, há dois tipos mais comuns de trade: o swing trade e o day trade. O primeiro corresponde às operações feitas em um planejamento mais longo, quando o investidor adquire os ativos e os vende dentro de semanas, escolhendo a data certa a partir de análises fundamentais, em que se observa a empresa, o setor e o mercado a se investir, ou técnica, onde gráficos são estudados a fim de entender a melhor hora para fazer a venda. 

Já no day trade, a relação está no prazo extremamente curto e as ações podem durar alguns minutos ou horas, mas que nunca ultrapassam o prazo de um dia. Nesse caso, com o tempo sendo o principal inimigo, os investidores utilizam apenas a análise técnica para estudar e prever a oscilação do valor de mercado dos ativos de forma rápida e assertiva. 

Revolução digital
 

Igor Sombra, ex-motorista de aplicativo, é exemplo dessa revolução digital. Em 2018, o cearense deixou a antiga profissão e com o dinheiro acumulado investiu na bolsa de valores, se tornando um day trader. “Em uma das viagens, recebi um passageiro, insatisfeito com a profissão, que desejava investir na bolsa de valores. Depois deste dia, comecei a procurar na internet. O interesse foi imenso! Vendi meu carro e investi o que ganhei na bolsa de valores, conta o ex-motorista de aplicativo.

Legenda: Igor é ex-motorista de Uber e começou a investir na bolsa de valores após dica de passageiro
Foto: divulgação
  

E a situação de Igor não é a única. Segundo levantamento divulgado pela B3, bolsa de valores oficial do Brasil, o país ultrapassou a marca de 3,8 milhões de contas cadastradas em junho de 2021, considerando investidores em renda variável, como ações e fundos de investimento imobiliário. Nos estados do Norte e Nordeste, o crescimento registrado chegou a 575% e 486%, respectivamente.  

Apesar da ideia de que o mercado de ações é restrito a um público de alto poder aquisitivo, a população brasileira tem entendido e compreendido esse investimento como acessível a todos os públicos. É o que atesta a pesquisa Poder Data feita em outubro, que revelou que pelo menos 10% dos brasileiros investe ou já investiu na Bolsa de Valores. Igor explica que a flexibilidade e autonomia para trabalhar são um dos maiores atrativos da profissão. "Esse mercado é capaz de transformar a vida das pessoas pelo seguinte aspecto: por pelo menos 10 horas, em nossa palma da mão, temos uma série de chances de conseguir dinheiro. E assim é possível obter um apoio de pequenos a grande investimento; do combustível ao aluguel a renda principal". 

Ganhos e perdas diárias
 

O investimento do trader no mercado e na Bolsa de Valores é sempre feito a curto (ou curtíssimo) prazo. Por essa circunstância, tais profissionais dependem da alta volatilidade do mercado financeiro para garantirem sucesso em suas aplicações. “Quanto pior o cenário, seja por turbulência econômica, social e política, o lucro vem do volume e variações do mercado. Quanto mais volátil for, melhor pra gente, indica Igor.  

Legenda: Profissionais como Igor devem observar as constantes oscilações da bolsa para investir
Foto: divulgação

O cearense explica ainda que os traders, sobretudo os autônomos, correm maior risco em suas operações, apesar da perda de dinheiro ser um fator comum no mercado. “Querendo ou não, estamos mais sujeitos a perdas, pois precisamos lidar com nossa própria mente. Muitos entram nesse tipo de trabalho sem estratégia, querendo retorno rápido. Não é assim. Saber perder é um dos pilares para se tornar um grande profissional”, adverte. 

Liberdade e transformação
 

Para Igor, que desfruta da segurança de trabalhar em casa, foi uma das maiores libertações de sua vida. Em menos de 1 ano e meio, o day trader já pode colher os frutos do seu esforço.  

“Estava fazendo R$ 300 reais por dia, mesma renda que fazia no Uber, sem me sujeitar aos riscos da rua. Então, foi aí que decidi vender meu carro e aplicar maiores lucros nas ações e assim ir atrás de realizar meus sonhos. Comprei um carro que todo homem sonha ter, ajudar minha família e pessoas necessitadas”, define.  

Além da mudança de vida, Igor aplica seu dinheiro na campanha de doações de cestas básicas. "Meu maior propósito na vida é ajudar pessoas. Seja compartilhando conhecimentos nas redes sociais ou apoiando projetos, a função do dinheiro é ajudar o próximo. Meu maior objetivo hoje é esse: transformar a vida das pessoas”, declara. 

Como se tornar um trader?
 

Adquira conhecimentos prévios: Por ser uma profissão e em constante mudança, ainda é difícil encontrar especialistas no segmento. Entretanto, muitos traders bem-sucedidos investem em cursos de capacitação para aspirantes em plataformas. “Comecei assim, buscando diversas fontes na internet e analisando as estratégias que melhor se encaixariam na minha operação”, recomenda Igor. 

Escolha uma corretora de operações: Com os estudos em dia, é preciso escolher uma corretora para fazer as operações de compra e venda dos ativos. A decisão deve ser estratégica e levar em consideração as taxas, ferramentas, a proteção dos ganhos e os serviços de infraestrutura oferecidos. 

Planeje um investimento inicial de perda: Perdas são circunstâncias fundamentais no mercado financeiro. Para evitar um grande déficit, faça um planejamento financeiro e indique uma pequena porção do patrimônio que possa literalmente ser perdida. Com aprendizado e uma boa análise das operações, será possível encontrar um momento propício para aumentar o volume investido. 

Redes sociais
 

Com mais de 13 mil seguidores nas redes sociais, Igor Sombra é atualmente uma das maiores referências em trader no Ceará. Diariamente, o cearense promove conteúdos, vivências e técnicas bem-sucedidas adquiridas durante sua atuação no mercado financeiro. “Tudo que aprendi no mercado, compartilho com meus seguidores. Quero que cada um deles faça isso da melhor forma, se tornando tão produtivos quanto eu sou hoje.”, finaliza Igor. 

Siga o Igor Sombra no Instagram: @igorsombratrader 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados