Pix Cobrança começa a valer hoje; entenda como funciona

Por meio do Pix Cobrança será possível detalhar o valor do pagamento, juros, multa e descontos, como é feito no boleto bancário

Celular na mão e pix cobrança
Legenda: A partir de 1º de julho, o pagamento do QR Code poderá ser agendado para data futura
Foto: Divulgação

Bancos e outras instituições financeiras podem oferecer a opção do Pix Cobrança aos clientes a partir desta sexta-feira (14). O serviço é semelhante a um boleto bancário, na qual os dados para pagamento devem ser acessados por meio de um QR Code. 

Dessa forma, com o QR Code enviado aos clientes, as empresas ou prestadores de serviços receberão pagamentos imediatos em pontos de venda ou comércio eletrônico. Além disso, por meio do Pix Cobrança será possível detalhar o valor do pagamento, juros, multa e descontos, como é feito no boleto bancário. 

Pagamentos agendados a partir de julho 

A ferramenta ainda terá um incremento que será o agendamento de vencimento futuro, o Banco Central deu um tempo a mais para incluir essa funcionalidade. 

Até 30 de junho, não será possível agendar pagamentos. Sendo assim, serão aceitos apenas pagamentos na data da leitura do QR Code, com todos os encargos e abatimentos calculados. 

A partir de 1º de julho, o pagamento do QR Code poderá ser agendado para data futura.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios