Crato terá nova fábrica da Grendene em 2022; abertura deve gerar mil novos empregos

Investimento previsto na construção, segunda unidade a ser aberta no município, é de R$ 30 milhões

Grendene no Ceará
Legenda: Ceará já possui três fábricas da Grendene, primeira construída em 1990, em Fortaleza
Foto: Divulgação

A cidade do Crato, na Região do Cariri, será sede de uma nova fábrica da calçadista Grendene. O empreendimento tem construção prevista para 2022, com investimento na ordem de R$ 30 milhões. O anúncio a acionistas foi feito nessa sexta-feira (24).

De acordo com a Grendene, a nova unidade industrial terá área total de 10.800 m², com capacidade de ampliar a produção de calçados e componentes de EVA em 500 mil pares mensais.

Com a abertura da fábrica, serão gerados cerca de 1.000 novos empregos, segundo a empresa. O Diário do Nordeste questionou se a fábrica iniciará funcionamento e recrutamento de novos colaboradores já em 2022, e aguarda retorno.

No comunicado aos acionistas, a Grendene ressaltou que o Governo do Estado do Ceará aprovou a prorrogação e o aumento dos incentivos fiscais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), até 2032, para estabelecimentos localizados em Sobral, Crato e Fortaleza.

Outras fábricas no Ceará

Três cidades cidades já possuem unidades industriais da Grendene. A primeira unidade fabril da marca em solo cearense foi implantada em 1990, em Fortaleza, no bairro Barra do Ceará, com capacidade anual de produzir 5 milhões de pares de calçados.

Já em 1993, foi construído um novo centro de produção em Sobral, no bairro Expectativa, ampliando a presença da calçadista no Ceará. 

Crato, que receberá a segunda fábrica da Grendene em 2022, já possui uma unidade fabril da empresa desde 1997, produzindo, atualmente, cerca de 12 milhões de pares de produtos de EVA por ano.

Capital aberto

A Grendene, cuja primeira sandália foi criada em 1979, possui 11 fábricas, responsáveis pela confecção de produtos de mais de 50 marcas. Em média, 20 mil funcionários trabalham para a companhia.

A empresa abriu capital desde 29 de outubro de 2004, quando passou a ter ações negociadas no novo mercado da bolsa de valores de São Paulo.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios