Coronavírus: Bares e restaurantes do Ceará relatam redução de 60% no faturamento

Pequenos negócios são os mais prejudicados com a crise; Abrasel-CE cobra posicionamento do Governo Federal 

Escrito por Redação,

Negócios
restaurante
Legenda: Restaurantes podem funcionar até às 21 em Fortaleza, com capacidade de 50%
Foto: Foto: JL Rosa

Nos últimos 5 dias, o confinamento ocasionado pelo novo coronavírus reduziu em 60% o faturamento de bares de restaurantes do Estado. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE), os efeitos devem ser mais severos nos pequenos negócios. 

Nesta quarta-feira (18), a Abrasel divulgou uma nota de alerta de colapso, em que o setor estima cortar 3 milhões de empregos em 40 dias, no País. A associação se reuniu com o Governo Federal para estabelecer medidas para ajudar a conter a crise. Duas alternativas ao desemprego foram propostas: o Governo intervir na composição do salário ou dispôr seguro-desemprego para os colaboradores. 

>Coronavírus: Cinemas suspendem sessões em Fortaleza; veja programação

>Contra pandemia, governo vai distribuir R$ 200 para trabalhadores informais

>Coronavírus: Beach Park tem atividades suspensas até o dia 3 de abril

Segundo o presidente da Abrasel Ceará, Rodolphe Trindade, a sugestão é de que os estabelecimentos mantenham o funcionamento normal. “Quem puder ficar aberto, fica aberto. Infelizmente muitos já estão fechando, não têm como se manter, não tem público. Nesse caso, não adianta insistir, por uma questão física, moral e econômica”, explica o representante. 

Para lidar com a vulnerabilidade dos pequenos negócios, algumas medidas foram requisitadas ao Ministério do Trabalho. Entre elas, está o desconto de 60% do Simples Nacional (tributação simplificada para as micro e pequenas empresas), desburocratização do processo de férias coletivas e desobrigação de impostos.

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

Casos confirmados no Brasil

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.


Mario Mesquita

Comércio exterior do Nordeste

Mario Mesquita
26 de Maio de 2022