Aviões que estão no 'cemitério' do Aeroporto de Fortaleza vão a leilão a partir de R$ 10 mil

As negociações seguem até quinta-feira (5), e os interessados devem se inscrever no site da empresa organizadora

Cemitério de aviões Aeroporto de Fortaleza
Legenda: Os jatos Boeings 727 e 737 estão abandonados há uma década no Aeroporto de Fortaleza, que foi a sede da TAF, companhia cearense fundada nos anos 1970 que fazia voos de táxi aéreo e regionais pelo Nordeste do Brasil
Foto: Divulgação/Fraport Brasil

Quatro Boeings que voaram pela companhia cearense TAF Linhas Aéreas e estão abandonados no "cemitério de aviões" do Aeroporto de Fortaleza há uma década, desde que a empresa faliu, vão a leilão a partir de R$10 mil cada, nesta semana.

De acordo com a Fraport Brasil, administradora do equipamento, as negociações seguem até quinta-feira (5), e os interessados devem se inscrever no site da empresa organizadora, onde podem dar um lance, ver as ofertas e conferir o edital.

Os valores cobrados pela sucata das aeronaves começaram em R$10 mil reais para cada uma delas. Algumas já receberam lances e estão atualmente na faixa de R$11 mil. Os interessados devem acrescentar, no mínimo, R$500 a cada nova oferta.

O transporte pós-aquisição é de responsabilidade do comprador. Vale salientar que nenhum dos ex-jatos está equipado com motores, e que as matrículas deles estão canceladas.

História

Os jatos Boeings 727 e 737 estão abandonados há uma década no Aeroporto de Fortaleza, que foi a sede da TAF, companhia cearense fundada nos anos 1970 que fazia voos de táxi aéreo e regionais pelo Nordeste do Brasil.

Cemitério de aviões Aeroporto de Fortaleza
Legenda: Os interessados devem acrescentar, no mínimo, R$500 a cada nova oferta
Foto: Divulgação/Fraport Brasil

Ao longo do tempo, a empresa foi crescendo, e incorporou jatos Boeing 727 cargueiros e 737-200 “Breguinha” nas versões de passageiros e combi (carga e passageiros).

Contudo, a TAF faliu em 2010, e deixou muitos dos aviões que compunham a frota em "cemitérios" nos aeroportos do país.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados