Auxílio emergencial: Situação cadastral do CPF pode ser verificada pela internet

De acordo com a Receita Federal, a regularização do CPF pode ser feita automaticamente pela internet

Foto: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A unidade da Receita Federal de Fortaleza aglomera filas de espera desde a liberação do auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal, que foi autorizado ontem (7). Uma das informações precisas para realizar o cadastro é o número do CPF. Porém, a Receita Federal informa que as pendências em relação ao documento podem ser efetuadas pela internet. Isso é fundamental, pois quem não tiver o CPF regularizado não recebe o auxílio.

> Governo Federal libera saque de R$ 1.045 do FGTS por trabalhador a partir de 15 de junho

> Caixa lança site de cadastro para recebimento do Auxílio Emergencial

> População mais vulnerável não poderá sacar imediatamente auxílio de R$ 600

> Calendário de saques, inscrições e condições: veja o que já se sabe sobre o auxílio emergencial

> INSS libera envio de atestado de auxílio-doença e antecipa pagamento de R$ 1.045

O site da Receita disponibiliza os serviços de verificação da situação cadastral do CPF, a atualização do cadastro e também regularização caso o documento esteja como "suspenso". Segundo o  superintendente regional da Receita Federal na 3ª Região Fiscal, João Batista Barros, grande parte dos atendimentos da Receita estão sendo realizados pela internet e podem ser solucionados rapidamente.

"Os principais atendimentos são feitos pela internet, o próprio contribuinte pode ir direto no site e tentar fazer o ajuste do CPF pela internet, especialmente quem tem título de eleitor,  porque há um batimento com os dados da Justiça Eleitoral", relata.

Via e-mail

Caso o contribuinte não consiga resolver seu problema, o órgão criou um e-mail para atender a demanda da população durante este período de pandemia, através do endereço eletrônico atendimentorfb.03@rfb.gov.br.

Para utilizar este meio, o contribuinte deve informar o  nome completo, CPF, telefone, uma foto do contribuinte segurando a própria documentação,descrição do pedido e o protocolo gerado no site da Receita Federal, demonstrando que o serviço não foi realizado pela internet.

Não tenho acesso

O superintendente da Receita, orienta que em casos de pessoas que não tenham acesso a e-mail ou a internet, é recomendado que se busque familiares ou amigos de confiança para realizar o procedimento. 

"A primeira orientação que a gente dá para quem não tem um e-mail, ou não tenha conhecimento disso, é que procure algum familiar, amigo ou pessoa próxima que possa criar um e-mail e, que lhe auxilie a encaminhar a documentação necessária. Essa é a melhor orientação, buscar esse atendimento à distância com ajuda de uma pessoa de sua confiança", aconselha. 

Serviço

Para verificar a situação cadastral do CPF

Para atualizar o cadastro CPF

Caso o CPF esteja na situação cadastral "suspenso" 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios