Preso por furtar casa de Carlinhos Maia é empresário na Paraíba e não saiu do estado, diz advogado

No total, três pessoas foram detidas pelo crime em ação policial nessa terça-feira

Escrito por Redação,

Zoeira
Montagem com trechos flagrados por câmeras de seguranças em que suspeitos de assaltar carlinhos maia aparecem
Legenda: No dia do crime, suspeitos usaram chapéu, máscara e luvas, além de pisar leve e andar em linha reta
Foto: reprodução/TV Globo

Um dos três homens presos preventivamente por suspeita do furto milionário ao apartamento de Carlinhos Maia em Maceió é um empresário de Campina Grande (PB) que tem "residência fixa e não possui antecedentes". A versão foi apresentada pelo advogado dele. 

Preso nesta terça-feira (7) pelo crime que ocorreu no dia 29 de maio, o suspeito não teria saído da cidade onde mora, segundo defende o advogado: "meu cliente não saiu de Campina Grande nos últimos dias". As informações são da Gazeta Web. 

O trio foi preso em Campina Grande em uma ação policial que cumpriu mandados de prisão preventiva. Segundo a Polícia Civil de Alagoas (PC-AL), eles estão envolvidos diretamente no furto que deixou prejuízo de R$ 5 milhões ao influenciador Carlinhos Maia.

Carlinhos comemorou a prisão dos suspeitos por meio das redes sociais. "Estou muito orgulho da polícia de Alagoas!!! Como falei desde o início, sempre confiei no trabalho deles. Agora é esperar esse filme de terror definitivamente".

Ação criminosa

Os homens presos durante a ação estavam hospedados em um hotel de luxo ao lado do prédio do influenciador. A Polícia acrescentou não haver informações sobre o destino dos objetos furtados.

Com ele, foram apreendidos uma escada portátil e um pé de cabra, que teriam sido usados no dia do furto, que ocorreu na madrugada do dia 29. 

O delegado geral de PC-AL, Gustavo Xavier, informou à TV Gazeta de Alagoas que a corporação segue em "trabalho técnico", pois ainda há diversos pontos a serem elucidados.