Luiza Brunet nega que filha Yasmin esteja grávida de Gabriel Medina

Rumores sobre uma suposta gestação da modelo dominou as redes sociais no domingo (18)

Escrito por Redação,

Zoeira
Yasmin Brunet e Gabriel Medina
Legenda: Casal iniciou o relacionamento em abril do ano passado
Foto: reprodução/Instagram

Luiza Brunet negou, nesta segunda-feira (19), os rumores de que a filha, Yasmin Brunet, estaria grávida do primeiro filho com o surfista Gabriel Medida. A ex-modelo e empresária comentou sobre o assunto que dominou as redes sociais na noite de domingo (18).  

"Acho que isso não procede. Senão, a Yasmin teria me falado. Falei com ela já hoje [segunda-feira] e falei com ela ontem [domingo] à noite também. Então, acho que essas notícias não são verídicas, não"
Luiza Brunet
à revista Quem

As especulações de que a esposa do atleta estaria grávida começaram após o jornalista Erlan Bastos divulgar a informação. Segundo ele, a modelo estaria esperando o primeiro filho do casal e iria revelar a novidade ao lado do marido nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, onde Medina é favorito a levar a medalha de ouro na categoria de surfe. 

 

Na publicação, o profissional não disse a identidade da fonte que revelou a informação sobre a gestação.  

Companhia barrada 

Yasmin Brunet e Gabriel Medina
Legenda: O casal mostrou insatisfação com a decisão do comitê
Foto: reprodução/Instagram

Recentemente, Gabriel Medina e Yasmin Brunet protagonizaram uma polêmica após o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) impedir o atleta de levar a esposa para as olimpíadas, onde faz sua estreia na competição. O casal disse se sentir injustiçado pela decisão, já que a modelo compõe a equipe do surfista desde o início de 2021.  

Medina embarcou para Tóquio neste domingo (18), acompanhado do treinador australiano Andy King. "É chato, não estou indo 100%. É ela quem me dá força e eu gosto de estar junto dela”, disse o atleta em entrevista ao UOL Esporte

Ao deixar o marido no aeroporto, Brunet disse haver um motivo específico para a insistência do casal em estar juntos no Japão.  

 "O surfe é um esporte individual. Mas a razão para ele (Medina) querer me levar nós não podemos falar no momento. Daqui a pouco as pessoas vão saber. Mas, sério, para ele, (a minha presença) seria muito importante. Mas graças a Deus o Andy King está indo com ele e vai dar um suporte", disse ao jornal GHZ.  

O mistério fez os internautas especularem qual era o motivo sugerido pela modelo.  

Se não fosse a pandemia da Covid-19, Medina poderia levar Yasmin, já que ela poderia entrar no Japão como turista. No entanto, a crise de saúde restringiu as regras e só é permitido levar um acompanhante por atleta. 

Estreia do surfe como esporte olímpico 

Os Jogos Olímpicos de Tóquio iniciam na sexta-feira (23). Nesta edição o surfe estreia como esporte olímpico. A categoria terá como sede as ondas de Shidashita, em Chiba, a cerca de 60 quilômetros de Tóquio. O surfe terá quatro dias seguidos de disputas. Em caso de falta de ondas nesse período, a programação prevê mais quatro dias de backup, de 29 a 1º de agosto. 

O “Festival Olímpico de Surfe”, como o Comitê Organizador denomina a modalidade, terá 40 atletas, sendo 20 no masculino e 20 no feminino, com no máximo dois representantes por país em cada gênero. 

Os brasileiros Ítalo Ferreira, Gabriel Medina, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima são os atletas classificados no surfe masculino e feminino para a Olimpíada de Tóquio. As vagas foram conquistadas no Mundial de 2019.