Filho diz que Chorão deixou dívida 'impagável' com gravadora, feita em 2005 e descontada até hoje

Alexandre Abrão falou sobre trabalho com legado do pai

Escrito por Redação,

Zoeira
Cantor Chorão
Legenda: Alexandre Abrão diz que Chorão deixou uma dívida 'impagável' com a gravadora, descontada até hoje.
Foto: Reprodução Instagram

Herdeiro de direitos da banda Charlie Brown Jr., o filho de Chorão, Alexandre Abrão, contou em entrevista ao g1 sobre os problemas enfrentados para administrar o legado do pai. Entre eles, uma dívida 'impagável' que Chorão deixou com a gravadora, descontada até hoje.

Isso porque, em 2005, o pai queria seguir carreira solo após desentendimentos com o grupo, mas foi impedido pelo presidente da gravadora EMI. Chorão então comprou os direitos da banda dos outros músicos e, para levantar o dinheiro, acabou se endividando.

"Meu pai comprou dos outros músicos os direitos artísticos, de marca, de imagem. Através disso ele virou o dono da banda. Até hoje essa dívida impagável está aí. A gente paga de pouquinho em pouquinho, porque retém os direitos artísticos", disse.

Alexandre também falou sobre a relação conflituosa que tem com os guitarristas Marcão e Thiago Castanho, que abandonaram projetos envolvendo a antiga banda.

Processo judicial

Segundo ele, apesar de sempre concordar com as demandas dos ex-colegas do pai, os dois romperam com ele em 2021 e até entraram com um processo na justiça, sem conversar com ele antes, para tentar registrar marcas da banda. 

Abrão disse, ainda, que uma reconciliação depende apenas dos dois. "Depende de eles atenderem o telefone ou me ligarem. Porque eles me processaram e eu continuei tentando falar. Quando fui tentar falar com eles, três dias depois eles foram no público e falaram: 'A gente está saindo'".

Thiago e Marcão não comentaram as declarações de Alexandre ao portal g1