'Cistite de lua de mel': entenda as causas da doença de Anitta e como prevenir

O quadro de infecção urinária surge nas primeiras 24 a 48 horas depois que a pessoa – geralmente mulheres – tem alguma relação sexual

Escrito por Redação,

Zoeira
Anitta cistite de lua de mel
Legenda: A declaração foi feita durante entrevista ao quadro "Sala da Sato", no canal do YouTube da apresentadora Sabrina Sato
Foto: Reprodução/YouTube

A cantora Anitta chamou atenção, na semana passada, ao dizer em entrevista à apresentadora Sabrina Sato, que tem "cistite de lua de mel", um quadro de infecção urinária que surge nas primeiras 24 a 48 horas depois que a pessoa –  geralmente mulheres – tem alguma relação sexual. 

"Um problema que eu tenho, que é péssimo, é cistite de lua de mel. Não posso transar com alguém muito avantajado, que eu não consigo caminhar no dia seguinte", explicou.

"Quando você pega alguém avantajado, meu Deus, eu não consigo respirar, porque fica aquela dor. Não consigo fazer nada, não consigo nem pensar. Uma vez eu estava dormindo com um bofe, e aí eu acordei com aquela dor. Eu inventei que eu tinha que trabalhar. Tinha nada, estava com uma dor do c****e, tinha que voltar para casa", acrescentou.

A também chamada de "cistite pós-coito" ou "síndrome do namorado novo" não é uma infecção sexualmente transmitida nem tem a ver com à má higiene íntima do parceiro.

O ato sexual faz com que o surgimento da infecção urinária seja facilitado. No entanto, ele não é a causa direta desta.

A ginecologista Mayna Moura explica que a doença é uma inflamação na bexiga proveniente do excesso de relações sexuais e, ao contrário do que foi dito por Anitta, não tem relação com o tamanho do pênis do parceiro. 

"O motivo dessa inflamação é o atrito da relação sexual,  independentemente do tamanho do pênis. Esse atrito e a troca de fluidos pode trazer bactérias para a região da uretra e da bexiga da mulher. É uma translocação bacteriana, a bactéria vai sair da região da vagina ou do ânus, nessa troca de fluidos, e pode infectar a uretra e a bexiga dando essa cistite", explica a especialista.

As consequências da inflamação, conforme a médica, podem ser dores no baixo ventre, dores e ardência ao urinar, além da sensação imediata de ir ao banheiro. "A mulher vai e muitas vezes urina pouco e tem a sensação de que esvaziou a bexiga, mas acaba indo sempre ao banheiro", explica.

Tratamento

Ainda conforme a ginecologista, o tratamento é simples, a base de antibióticos, mas se não tratada a infecção pode atingir os rins e causar outros sintomas, como dor nas costas, nauseias, vômitos e febre. 

"Existem alguns hábitos que devem ser adotados para prevenir essa cistite. Por exemplo, ter o hábito de urinar antes e depois da relação sexual; de higienizar a região íntima antes e depois do sexo, com essa higienização sendo feita de frente para trás, da vagina para a região do anus; e beber bastante líquido, para evitar que essas bactérias sejam levadas para a uretra e para a bexiga", explica Mayna Moura. 

 

Quer saber mais sobre cultura pop, filmes, séries e famosos num só canal? O Zoeira está no Telegram! Acesse o link: https://t.me/zoeira_dn