Tobomusik: nova atração do Beach Park com Alok faz visitante se sentir em viagem de luzes e sons

Brinquedo foi inaugurado neste domingo (5) com presença de famosos e show do DJ

Escrito por Lívia Carvalho, livia.carvalho@svm.com.br

Verso
Legenda: Para público convidado, Alok fez um pocket show
Foto: LC Moreira

O Beach Park inaugurou neste domingo (5) a nova atração: Tobomusik. O brinquedo, feito em parceria com o DJ Alok, reúne muito do que os amantes da música eletrônica gostam: efeitos visuais e uma playlist animada. O Diário do Nordeste marcou presença no lançamento, que contou ainda com show do DJ.  

Além de Alok e a esposa Romana Novais, o evento contou com a presença de diversos ex-BBBs, como Camilla de Lucas, João Luiz e Thais Braz; digitais influencer, Thaynara OG, Rafael Uccman e Alvaro; e atores globais.  

O brinquedo se propõe a fazer uma experiência mais imersiva com playlist criada pelo próprio Alok com mais de 30 trechos de músicas remixadas.  A altura é de 13 metros e os trajetos variam entre 104 e 113 metros. Cada um dos tubos tem 82 centímetros de diâmetro.  

A experiência da brincadeira começa logo na fila. À medida que vão subindo as escadas, jogos de luzes, fumaça artificial e música vão fazendo o visitante entrar no clima. Enquanto aguardava minha vez para experimentar a atração, flagrei muitos na fila já dançando. A espera, embora demorada, pode ser divertida.  

Ao todo, são três toboáguas com percurso de, em média, 20 segundos, o que diferencia cada um são as cores internas e a padronagem dos desenhos, um é de bolinhas, outro com formato em espiral e outro de círculos. O último foi meu escolhido.  

Luz do sol  

A descida é feita com um tapete próprio para o brinquedo, o que torna a descida mais segura. Todos os três toboáguas são fechados, proporcionando a experiência similar a uma balada. Quando soube que teria luzes, fiquei me perguntando como havia sido idealizada a estrutura para isso, já que envolve água.  

Legenda: Novo brinquedo tem 13 metros de altura e três toboáguas
Foto: Divulgação

O curioso é que a luz é aproveitada do próprio sol, que reflete para o lado interno do tobogã as cores pintadas conforme a padronagem. Remetendo à década de 1960, a viagem se torna uma coisa bem psicodélica. Por isso, o brinquedo é contraindicado para quem tem sensibilidade à luz.  

É importante ressaltar que o percurso não é inteiramente feito com os efeitos visuais, há intervalos sem cores o que acaba proporcionando uma experiência mais confortável, já que os padrões podem causar certo incômodo.  

Ao contrário de brinquedos famosos do parque aquático, como o Insano e o Arrepius, pode-se dizer que o Tobomusik é moderadamente radical, que é a proposta dessa atração. Talvez, os fãs de pura adrenalina não curtam tanto. 

Para descer, o visitante deve ficar de bruços e pegar impulso com os pés empurrando ainda na parte de cima do tobogã.  

Legenda: Repórter aproveitou ocasião para experimentar o brinquedo
Foto: LC Moreira

Brincadeira tecnológica 

Em conversa com a imprensa, Alok diz ter se interessado de cara pelo projeto. "Sempre tive a tecnologia como aliada na minha carreira e vi que seria um toboágua bem tecnológico, com música. Fiz uma playlist pensando em como eu queria que fosse minha experiência se eu fosse descer, então tentei passar isso pra galera”.  

O ‘se’ aqui colocado tem motivos médicos. O produtor musical descobriu, recentemente, ter labirintite, o que o impediu de experimentar a própria atração.  

“Não desci porque estou com crise de labirintite. Descobri tem pouco mais de 40 dias, por uma questão médica me sugeriram que eu não fosse. A Romana desceu e disse que foi incrível”.  
Alok
DJ

Perguntado se a atração deve ainda estreitar laços com Fortaleza, Alok afirma já ter um bom relacionamento com a capital cearense e declara amar o Estado. “Queria tocar no Réveillon, mas não vai ter, quem sabe no próximo”, lamentou.  

‘Super diferente’ 

Quem desceu e fez questão de repetir a dose foi o ex-BBB João Luiz. “É muito legal, a música vai tocando e você vai se distraindo. Estivemos aqui em junho, achei super diferente, várias luzes”. 

Legenda: Famosos marcaram presença no evento de inauguração do brinquedo
Foto: LC Moreira

A atriz Ágatha Moreira também aprovou a atração: “foi muito divertido, desci com a Go Pro, consegui me assistir, a música incrível, foi muito legal. Sou um pouco novata em parque aquático então estou achando tudo o máximo”, contou à reportagem.  

A descida é, de fato, divertida! Apesar de não tão radical, os efeitos visuais junto da música dão uma nova roupagem aos brinquedos já tão conhecidos do Beach Park.  

Para mim, a atração ainda tem outro ponto positivo ao não encerrar a descida em uma piscina, a exemplo do que acontece com o Ramubrinká. Sendo uma boa opção para aqueles que não sabem nadar, por exemplo.  

A atração, certamente, deve fazer sucesso entre as crianças e quem gosta de uma novidade. Vale a pena a brincadeira!