Influencer com deficiência de Aracati conscientiza sobre inclusão e importância do artesanato

A empreendedora Natália Costa soma mais de 46 mil seguidores no Instagram

Natália Costa
Legenda: Natália Costa empreende nos ramos de artesanato e produção de conteúdo digital
Foto: Arquivo pessoal

Cercada pelos artigos de palha feitos manualmente por uma equipe de 15 artesãs que administra, a influencer Natália Costa (@costa_natt), 26 anos, concretiza um sonho. É que desde novembro de 2018, quando começou a empreender neste ramo, a conquista do crescimento profissional e a garantia de renda para todas as mulheres envolvidas no processo consistem em fatores básicos de sua realização. 

Moradora da localidade de Cabreiro, zona rural de Aracati (a 151 km de Fortaleza, CE), a jovem concilia a rotina de negócios com a produção de conteúdos digitais. No perfil do Instagram em que reúne mais de 46 mil seguidores, ela partilha diariamente as experiências como empreendedora com deficiência no mercado artesanal.

Há cerca de três anos, Natália começou a publicar vídeos sobre a escoliose com a qual foi diagnosticada ainda na infância. Desde que começou a falar mais sobre o tema, ela vem alcançando outras pessoas em situação semelhante que se inspiram em sua história.

Ser mulher, atípica, influencer e empreendedora, não é algo comum na sociedade, e isso já causa um certo impacto. E expor minhas vivências é uma maneira de conscientizar e principalmente encorajar outras Pessoas com Deficiências (PcDs)”, afirma.
Natália Costa
Influencer e empreendedora

Trajetória profissional

Nascida em uma família de artesãs, Natália se apaixonou pelo artesanato de palha aos 9 anos, quando a avó Maria do Carmo ensinou-lhe a fazer descansos para panelas. 

Mais tarde, influenciada pela tia Socorro Sabóia, que também atua com este ofício manual, a jovem se propôs a dar o primeiro passo no mercado, anunciando as peças na internet. 

“Percebi que o artesanato de palha estava sendo reconhecido e valorizado, resolvi juntar minha família para produzir e dar início às vendas”, conta.

Artigos de palha
Legenda: O artesanato em palha faz parte da vida de Natália desde a infância
Foto: Arquivo pessoal

Entre os artigos artesanais comercializados no atacado e no varejo, ela elenca: cestarias (cachepôs, roupeiros, vasos, cestos, bandejas); mesa posta (sousplats, fruteiras, boleiras, porta talher, porta guardanapo, descanso de panela); composição de parede (sousplats, pisos, leques, chapéus, cestas); e bolsas (carteiras, bolsas de praia, bolsas de ombro e mão, bolsas infantil).

De Aracati, as encomendas já foram enviadas para estados como Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins, e ainda o Distrito Federal.

“Os artesãos são a chave principal para empresas de artesanato, e muitas vezes são pessoas que não recebem uma renda justa”, avalia a administradora, que idealiza maior crescimento profissional para garantir o sustento das colaboradoras.

artigos em palha
Legenda: As peças artesanais produzidas em Aracati são vendidas para todo Brasil
Foto: Arquivo pessoal

Inclusão

Ao mesmo tempo em que o empreendimento avança, Natália se orgulha da representatividade que também carrega como pessoa com deficiência.

“As pessoas conhecem meu lado profissional e ao mesmo tempo conhecem a Natália com escoliose. E assim gera uma curiosidade e interesse em saber sobre a escoliose”, diz.

Natália Costa
Legenda: Autoaceitação é uma das temáticas que Natália trabalha em suas redes sociais
Foto: Arquivo pessoal

O preconceito, a indiferença, a falta de inclusão e, principalmente, de informação são alguns dos desafios que ela admite enfrentar nesse processo.

Ainda hoje, as pessoas com deficiência são vistas como incapazes e são excluídas do mercado de trabalho. PcDs precisam de visibilidade e ocupar cargos nas empresas”, diz.
Natália Costa
Influencer e empreendedora

Por isso mesmo, Natália segue orientando o público que acompanha seu trabalho com exemplos de autoaceitação e inclusão.

“Até hoje sigo sem entender os motivos de bloquear, excluir e desprezar pessoas com deficiência. Deus me deu sabedoria desde pequena para nunca me esconder, pois não há nada de errado em ser eu”, resume no Instagram.

Serviço

Perfis no IG: @costa_natt e @natyartatacado
Loja online Nat Art Atacado

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?