Deputado propõe criação de canis em penitenciárias do Ceará para cuidados com animais abandonados

A intenção é que detentos em regime semiaberto possam trabalhar no cuidado com os animais

Cachorros
Legenda: Parlamentar quer a criação de canis em penitenciários do Ceará
Foto: Agência Brasil

O deputado estadual Tony Brito (União Brasil) apresentou projeto de indicação para a criação de canis em penitenciárias no Ceará. O local abrigaria animais abandonados e teria detentos como responsáveis pelos trabalhos de tosador e banhista, além da responsabilidade pela alimentação e cuidados dos bichos. 

A proposta também prevê a realização de cursos de auxiliar de veterinário, procedimentos de banho e tosa e técnicas de adestramento nas penitenciárias. O projeto de indicação funciona como uma sugestão dos parlamentares estaduais ao Governo do Ceará e pode ou não se transformar em projeto de lei. 

Segundo o texto, serão autorizados a trabalhar nos canis apenas detentos que estiverem em regime semi-aberto. Outros critérios para a seleção serão bom comportamento, traços depressivos e ansiedade crítica.

"A criação de canis em penitenciárias cearenses com o objetivo de os detentos cuidarem dos animais abandonados que forem encaminhados para o local. (...) O objetivo é criar empatia e ensinar práticas no cuidado de animais e facilitar a reinserção dos presos no mercado de trabalho", descreve a justificativa da proposta.