Com 52,8% dos votos, Dr. Lorim vence e é o novo prefeito de Missão Velha

O pedetista disputava contra a petista Fitinha, apoiada pelo prefeito eleito em 2020 e que foi afastado do cargo

Dr. Lorim (PDT) é apoiado pelo comando pedetista no Ceará.
Legenda: Dr. Lorim (PDT) é apoiado pelo comando pedetista no Ceará.
Foto: Arquivo pessoal

Com 52,8% (11.994) dos votos válidos, Dr. Lorim (PDT) venceu as eleições suplementares no município de Missão Velha, na região do Cariri. A disputa pelo comando do executivo municipal neste domingo (1º) foi contra a petista Fitinha (PT), indicada pelo ex-prefeito Dr. Washington (MDB), que não conseguiu assumir o mandato no início do ano porque teve suas contas de gestão reprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A disputa em Missão Velha teve atritos entre os apoiadores de lado a lado e envolveu lideranças estaduais e até nacionais como o ex-presidente Lula, apoiador da candidata petista, e o ex-ministro Ciro Gomes, que reforçou as campanha que acabou vencedora.

Fitinha, aliada do deputado federal José Guimarães (PT) e do presidente estadual do PT, Antônio Filho Conin, conseguiu ainda 47,16% dos votos, o equivalente a 10.703. No total, foram 23.624 votos contabilizados no município, sendo ainda 288 brancos (1,22%) e 639 nulos (2,70%).

Dr. Lorim, por sua vez, é apoiado ainda pelo comando pedetista no Ceará, o presidente estadual e deputado federal André Figueiredo (PDT) e o deputado estadual Osmar Baquit (PDT). Além do presidente estadual do PSD, Domingos Filho, que, com o deputado Osmar Baquit, chegou a ir ao município na manhã deste domingo prestar apoio ao então candidato.

Ocorrências

Neste domingo (1º), em Missão Velha, policiais federais abordaram pessoas com materiais de campanha — não foi informado a que candidato pertenciam. No momento da abordagem, segundo a PF, o material não estava sendo distribuído, não configurando, portanto, flagrante de propaganda eleitoral irregular. Dessa forma, somente foi recolhido o conteúdo e encaminhado ao cartório eleitoral.

Antes, na manhã da última quinta-feira (29), a PF havia cumprido três mandados de busca e apreensão em Missão Velha por crimes como compra de votos e violação do sigilo do voto, previstos nos artigos 299 e 312 do Código Eleitoral. Segundo o órgão, os mandados foram cumpridos nos domicílios dos investigados e não houve nenhuma prisão.