Teleférico, marina e complexo estão entre os planos da Setur

Projetos incluem teleférico na Praia de Iracema, praça no Acquario e extensão do calçadão da Beira- Mar

Legenda: Um dos projetos destacados é o chamado Paço das Águas, no entorno do Acquario Ceará. O plano exigirá a desapropriação de toda a quadra localizada atrás do empreendimento para a construção de uma praça

A Secretaria de Turismo do Ceará (Setur) trabalha com quatro projetos de longo prazo para fomentar o setor turístico no Estado, principalmente na capital. Sem orçamento ou prazo definidos, as propostas incluem a construção de um teleférico na Praia de Iracema, da extensão do calçadão da Beira-Mar, de uma praça com estacionamento subterrâneo e duas torres nas proximidades do Acquario Ceará e de uma nova sede para a secretaria.

> Estado busca garantir mais recursos para o turismo

> Acquario: reunião com o Ex-Im Bank

> Setor de eventos do CE propõe fundo de apoio

> Turistas devem gerar renda de R$ 3,9 mi no Ceará

 

De acordo com o secretário Arialdo Pinho, que apresentou ontem um balanço das ações da pasta à Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Eventos do Ceará, os projetos partem de uma visão de que Fortaleza precisa ter outra dimensão turística para se colocar no mercado como destino internacional. Apesar de apresentar as imagens dos projetos aos presentes na reunião, a pasta não as liberou para a divulgação pela imprensa.

Um dos projetos destacados é o chamado Paço das Águas, no entorno do Acquario Ceará. O plano exigirá a desapropriação de toda a quadra localizada atrás do empreendimento para a construção de uma praça, com estacionamento subterrâneo de 3.600 vagas, e duas torres, uma para hotelaria e outra para fins comerciais e residenciais. "O estacionamento também servirá de bolsão para o Dragão do Mar e para a Praia de Iracema".

e

De acordo com o secretário, as desapropriações serão iniciadas no dia em que o financiamento contratado pelo governo ao Ex-Im Bank for aprovado e as obras retomarem seu ritmo normal. "Onde está o Acquario hoje não se tem visão de nada. Pretendemos arrancar tudo que está lá", afirmou Arialdo. "Essa quadra inteira será desapropriada em função do turismo".

O projeto ainda prevê intervenções na comunidade do Poço da Draga, também nas imediações do Acquario Ceará. De acordo com o secretário, a ideia é abrir ruas na comunidade e construir um empreendimento de moradia popular por meio do programa Minha Casa, Minha Vida no local. "É para que se tenha acessos à comunidade, que hoje não tem", reforçou.

Praia de Iracema

Também está planejada pela pasta a construção de um teleférico na Praia de Iracema, dentro do mar, do Acquario Ceará ao Mucuripe. Conforme o projeto, serão quatro estações: Acquario, Aterro, Náutico e Mucuripe. Na avaliação de Arialdo, apesar de se tratar de uma visão diferente, é importante para integrar Fortaleza ao turismo mundial. "Com o teleférico, se tem a cidade a vista e sem o custo de uma obra como a casa de ópera, de Sydney", comparou.

Beira-Mar

Outro projeto trabalhado pela Setur é o chamado Marina Mucuripe, que pretende estender o calçadão da Beira-Mar até a região do Mucuripe. "Ela aumenta a Beira-Mar até onde deveria ser, para as pessoas poderem andar e passar em frente ao iate e andar a Beira-Mar inteira", pontuou, admitindo que a obra é polêmica. Também estão previstas no local a construção de um hotel e duas torres residenciais

Segundo Arialdo, o Estado será apenas indutor da obra, que será tocada pela iniciativa privada, mas destacou que o passeio poderá ser utilizado pelo público em geral. Ele explicou que os proprietários dos terrenos deverão tocar a obra juntamente com um banco suíço, que não revelou, em parceria com os governos estadual e federal.

Complexo Setur

Em estágio mais avançado, a pasta ainda planeja a construção de uma nova sede onde hoje fica o antigo Centro de Convenções, ao lado do Centro de Eventos do Estado. Além da nova sede, o Complexo Setur também será composto por um auditório, duas torres (um hotel e um prédio com 100 apartamentos e lojas comerciais) e um pequeno shopping de 10 mil metros quadrados para atender à região.

De acordo com o secretário, a obra deverá ser licitada até o fim de fevereiro ou março do próximo ano e está dependendo apenas da documentação do terreno. A mudança da secretaria para a nova sede, entretanto, ficará para a próxima gestão.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios