Perícia médica é retomada em cinco agências do INSS no Ceará; veja quais

Duas unidades têm restrições, alguma pendência que não compromete o atendimento presencial ao público, de acordo com a ANMP

Legenda: ANMP afirma que vai oficiar os resultados à Secretaria de Previdência e Trabalho, pedindo a correção das inconsistências encontradas nas vistorias e a lista das demais agências que o INSS abriu para atendimento médico pericial
Foto: Natinho Rodrigues

Cinco agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão aptas para retomar os atendimentos da perícia médica, conforme relatório da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) divulgado nesta terça-feira (22). O resultado das novas inspeções considerou aptas 15 agências no País.

Do total de unidades aptas no Ceará, duas delas têm restrições (aquelas que têm alguma pendência, mas que não compromete o atendimento presencial ao público) na Capital: a Fortaleza Sul, no bairro Edson Queiroz, e a Fortaleza Centro.

Em nota, a ANMP afirma que vai oficiar os resultados à Secretaria de Previdência e Trabalho, pedindo a correção das inconsistências encontradas nas vistorias e a lista das demais agências que o INSS abriu para atendimento médico pericial.

O pedido, segundo os peritos, é para que possam "em prazo urgencial" fazer as vistorias sanitárias "necessárias para a regularização plena do atendimento, que é do interesse de toda a sociedade".

Confira a lista de agências aptas para atendimento

FORTALEZA/CE - MESSEJANA: apta
SOBRAL/CE: apta
CAUCAIA/CE: apta
FORTALEZA/CE - FORTALEZA CENTRO: apta com restrição
FORTALEZA/CE - FORTALEZA SUL: apta com restrição

Impasse

Apesar do atendimento presencial ter sido retomado em parte das agências do INSS no dia 14 de setembro, o impasse entre Previdência e médicos peritos deixou os postos vazios.

O retorno dos peritos está ocorrendo de forma gradual, a medida que os profissionais visitam as agências liberadas pelo INSS e concordam que as unidades oferecem segurança e higiene para funcionar na pandemia da Covid-19.

"Lembramos a todos que a maior prova do descaso do INSS para com a população é que, com seis meses fechado, até agora eles mesmos só consideram aptas a funcionar apenas 15% de suas agências em todo o país", diz ANMP, em nota.

Vistorias

Nas vistorias, os profissionais conferem a higiene da unidade, as condições de atendimento aos segurados e se há todos os EPIs (equipamentos de proteção) solicitados para os peritos.

"A culpa do despreparo do INSS não é da perícia médica. Não estamos em greve nem em movimento político. Estamos fazendo o melhor possível para garantir segurança sanitária à população e continuando a trabalhar de forma remota nesse período, com mais de 3.3 milhões de atendimentos desde março", afirma a associação dos peritos.

Segundo a Previdência, nesta quarta (23), 190 agências terão perícias agendadas. Nesta terça, dos 486 peritos médicos federais esperados, 351 profissionais retomaram o atendimento presencial em 110 agências, das 148 que já estavam com a agenda aberta.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios