Desafio Startup Ceará estimula o desenvolvimento de projetos inovadores entre estudantes

Evento promovido pelo Sebrae vai proporcionar aos ganhadores o acompanhamento pelo Sebraelab e a participação em programas de aperfeiçoamento no desenvolvimento dos negócios

Legenda: Participantes do Desafio Startup Ceará 2019
Foto: Divulgação

O Desafio Startup Ceará continuou inovando ao ser realizado de forma on-line em 2020, após três edições anteriores com todas as etapas presenciais. A metodologia foi adaptada para o momento de pandemia e, desde agosto, os seminários regionais foram ofertados remotamente. Nesta edição, apenas a última fase será presencial. As três equipes vencedoras serão conhecidas no próximo dia 05 de novembro.

A iniciativa envolve estudantes e instituições de ensino técnico e universitário de todas as regiões do Ceará. “O objetivo é levar informação para que os estudantes consigam tirar do papel e implementar projetos inovadores.  As ideias que vingarem tornam-se bônus. Temos cerca de 40 universidades parceiras no Estado”, explica Glauber Uchoa, analista técnico do Sebrae Ceará, responsável pelo Desafio Startup Ceará e pelo SebraeLab.

Legenda: Glauber Uchoa: levar informação para que os estudantes consigam tirar os projetos do papel.
Foto: Divulgação

Os projetos apresentados pelos estudantes cearenses levam em conta desafios regionais, pois as ideias de negócios a serem desenvolvidas devem ser voltadas para solucionar problemas locais. “Com o evento, repassamos conceitos e técnicas de empreendedorismo para a criação de startups com auxílio de consultores do Sebrae no Ceará e uma rede de professores e mentores”, destaca Glauber Uchoa.

Propostas anteriores

O Desafio Startup Ceará estimula a participação de estudantes como Gabriela Albuquerque, 22 anos, que cursa engenharia ambiental e sanitária no Instituto Federal do Ceará em Maracanaú. Ela integrou a equipe que ficou em primeiro lugar na iniciativa em 2019, quando o nome era Maratona Universitário Empreendedor do Sebrae. 

“Ficamos sabendo através da faculdade e vimos como uma oportunidade de buscar aceleração para o projeto, que pretendemos transformar em um negócio social, e conselhos sobre monetização. A experiência foi super rica, ouvimos diversas pessoas que nos atentaram tanto para os pontos fortes quanto para aqueles a serem fortalecidos na ideia”, conta a estudante.

Legenda: Gabriel Nobre e Gabriela Albuquerque: primeiro lugar em 2019 com Projeto Encaixe.
Foto: Divulgação

Gabriela e a equipe, formada por mais quatro estudantes, participaram com o projeto Encaixe, que trabalha com uma cooperativa de catadores de material reciclável para possibilitar a reciclagem de garrafas PETs e óleos de cozinha. A proposta estimula essa atitude socialmente responsável por meio de pontos de coleta instalados na cidade e do desenvolvimento de uma máquina de baixo custo que mói o PET num tamanho suficiente para a reciclagem.

 “Pudemos ouvir também sobre diferentes percepções de mercado e ouvir as demais ideias dos outros grupos. Muito animador ver uma cena empreendedora nascendo nos jovens. Ter tirado o 1º lugar foi uma validação final de toda a jornada e de onde queremos chegar”, contou a estudante. A equipe vencedora era formada também por Paloma Santiago, Felipe Portácio, Walisson Araújo e Gabriel Nobre.

Rica experiência

O estímulo do projeto do Sebrae também foi muito importante para Kenedy Rocha, de 26 anos, à época no fim da graduação e hoje estudante de mestrado em Tecnologia de Alimentos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Limoeiro do Norte. Ele e a equipe desenvolveram o projeto Destilaria Água da Vida, para produzir uma aguardente de mel chamada Jurumel. “Achei toda a experiência enriquecedora, e a metodologia que eles utilizam é única e efetiva. Dos 24 participantes presentes na primeira fase, seis ideias foram escolhidas e as equipes, formadas de forma aleatória”, explica Kenedy.

A proposta inicial do grupo foi alterada e eles sugeriram usar mel de refugo, em estado de deterioração e com menor valor comercial para ser utilizado como matéria prima. Segundo Kenedy, isso baratearia o processo e tornaria o produto mais acessível. “Uma boa aguardente artesanal de alambique de cobre ainda tem um valor que as vezes não está acessível ao grande público consumidor de bebidas destiladas, e o Ceará entra nos destaques dos estados brasileiros com maior número de consumidores”, explica o mestrando cujo grupo ficou em segundo lugar na competição.

Logo em seguida, Kenedy foi aprovado no mestrado e desenvolve projetos na área com o atual orientador, no IFCE de Sobral. “Saímos mais ricos em conhecimento e experiência, do que quando entramos. Ficamos reconhecidos no campus onde estudamos”, relata.

A avaliação positiva é reafirmada pelo estudante Leonh Matheus da Silva, 22 anos, estudante de engenharia de software da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Russas, cuja equipe ficou em terceiro lugar no ano passado. Atualmente ele e outros integrantes da equipe estão desenvolvendo uma ferramenta que auxilia plataformas educacionais a personalizar o ensino aos alunos.  

“Foi uma experiência engrandecedora. O evento abre portas para conhecermos muita gente, de várias áreas e personalidades diferentes. Esse foi um dos desafios mais instigantes que já participei. Já estudei empreendedorismo na minha graduação, mas nada se iguala a estar imerso em um evento onde temos acesso a tantas pessoas com experiência no ramo, que nos ajudaram ao longo dos dias do evento a amadurecer cada ideia que tivemos”, conta Leonh. 

Neste ano as experiências de Gabriela Albuquerque, Kenedy Rocha e Leonh da Silva inspiram outros jovens participantes que serão orientados e avaliados pelo Desafio Startup Ceará. Ao final de todo o processo, novas histórias de empreendedorismo poderão ser replicadas e contribuir com o desenvolvimento socioeconômico no Ceará.

Além do estímulo ao espírito empreendedor entre estudantes do ensino técnico e universitário, a iniciativa escolhe três equipes que sairão vencedoras em 2020. Os responsáveis pelas ideias ganhadoras serão acompanhados pelo Sebraelab no desenvolvimento das startups e participarão de Programas de Aperfeiçoamento dos seus Modelos de Negócios. 

Serviço

Mais informações sobre o Desafio Startup Ceará em
https://www.desafiostartup.com.br/

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios