Caixa: trabalhador poderá antecipar três anos de saque-aniversário do FGTS

Solicitação já pode ser feita e recurso estará disponível nas contas a partir da próxima segunda-feira (27)

Aplicativo FGTS da Caixa Econômica
Legenda: Antes de submeter pedido à nova linha de crédito, o trabalhador precisa aderir ao saque-aniversário. A adesão pode ser feita no aplicativo FGTS

Os trabalhadores que optaram pelo saque-aniversário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão adiantar três parcelas do benefício a partir de hoje, segundo informou a Caixa Econômica na manhã desta quinta-feira (23). A opção constitui uma nova linha de financiamento lançada pelo banco, que limite o saque a R$ 2 mil e tem taxa de juros de 0,99$ ao mês.

Com isso, o trabalhador poderá antecipar os recursos que receberia do FGTS de 2021 e 2022 já neste ano.  O acesso ao crédito se dará pelos canais digitais da Caixa, segundo explicou o presidente do banco, Pedro Guimarães. O pedido deve ser feito pelo aplicativo, sem a necessidade de a pessoa ir a uma agência.

"É mais um produto que permitirá que o cliente da Caixa tenha acesso a uma linha de crédito a taxas reduzidas e utilizando de novo um produto inovador. Caixa é o primeiro banco que lança esse produto e, naqueles segmentos que temos foco, temos a liderança", afirmou Guimarães, durante transmissão pelas redes sociais.

De acordo com ele, "10% do total dos trabalhadores já aderiram ao saque-aniversário. Neste montante existem R$ 14,5 bilhões de saldo e, na caixa, existem 3,9 milhões são clientes".

A solicitação já pode ser feita, e o recurso estará disponível na próxima segunda-feira (27).
 

Como contratar

Primeiro, o trabalhador precisa optar pelo saque-aniversário, o que pode ser feito online no aplicativo FGTS. Em seguida, informar a CAIXA como instituição financeira, Para isso, o cliente deverá acessar o Internet Banking Caixa, clicar na opção “Crédito” e em seguida na opção “Antecipação Saque Aniversário-FGTS”. 

Daí, o banco informa que "será gerado um pré-contrato e o valor do saldo utilizado como base para o cálculo do crédito será bloqueado no FGTS, como garantia da operação". 

Não-clientes precisam ir às agências

Já os interessados na nova linha de crédito que ainda não forem clientes do banco poderão  solicitar a antecipação do saque-aniversário em qualquer agência da Caixa, indicando o banco de preferência.

"A liquidação da operação de empréstimo será feita de uma só vez pelo Agente Operador, diretamente na conta FGTS do trabalhador no dia do pagamento do saque-aniversário, sem impactar em sua capacidade de pagamento e na possibilidade de contratar novas linhas de crédito Caixa", informou o banco em nota.

Como funciona o saque-aniversário

Para o saque-aniversário existem sete faixas de saques: começando em 50% do saldo para quem ganha até R$ 500 e terminando em 5% para contas acima de R$ 20 mil. Contas acima de R$ 500 poderão também retirar um valor fixo, que começa em R$ 50 (para saldos entre R$ 500,01 e R$ 1 mil) e termina em R$ 2,9 mil (para contas com saldo a partir de R$ 20.000,01).

Caso o beneficiado tenha poupança na Caixa, o saque será depositado automaticamente em sua conta e não será necessário ir à agência. Se preferir não retirar os recursos, será preciso informar o banco.

Quem opta pelo saque-aniversário abrirá mão do direito de sacar todo o saldo em caso de demissão sem justa causa - ficará apenas com a multa de 40%.

A opção está disponível desde outubro de 2019. O trabalhador poderá voltar para a modalidade tradicional de saque, mas só depois de dois anos a partir da data do pedido de migração.

A liberação ocorrerá no primeiro dia do mês de aniversário do cotista até o último dia útil nos dois meses subsequentes. Caso o trabalhador não retire o recurso, ele volta automaticamente para a conta no FGTS.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?