Saiba se Zaquieu volta ao Pantanal e veja quem interpretou o personagem em 1990

O mordomo gay foi alvo de homofobia por parte de peões da fazenda pantaneira e acabou decidindo ir embora

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svn.com.br

Zoeira
Personagem zaquieu da novela pantanal
Legenda: Zaquieu na fazenda de Zé Leôncio, no Pantanal
Foto: Globo/João Miguel Júnior

Zaquieu, o personagem do ator cearense Silvero Pereira, sofreu muito nos últimos episódios da novela Pantanal, pois foi alvo de homofobia de peões como Tadeu. O mordomo de dona Mariana (Selma Egrei) saiu do Rio de Janeiro com a chefe para passar um tempo no Mato Grosso do Sul. No entanto, ele já foi embora. 

Mas, segundo os planos do diretor Bruno Luperi para personagem, ele ainda volta ao Pantanal para virar peão. Zaquieu se destacará na função e vai virar a cabeça dos trabalhadores homofóbicos da fazenda de Zé Leôncio (Marcos Palmeira).

O mordomo, que será o primeiro peão gay, é chamado comumente de Zaqueu. A letra "i" muitas vezes acaba sendo suprimida pelo sotaque dos pantaneiros. 

Zaquieu volta para o Pantanal? 

Sim. Após a despedida por carta e um desabafo emocionado com o violeiro Eugênio, Zaquieu receberá uma ligação de Zé Leôncio, que pedirá para ele retornar à fazenda.

O personagem ficará alguns capítulos sumido, mas voltará em breve, disposto a se tornar um grande peão. Ele vai aprender a função na fazenda do pecuarista e pai de Jove (Jesuíta Barbosa).

Zaquieu ainda se aproximará de Alcides (Juliano Cazarré), por quem vai se apaixonar. "Alcides, eu preciso lhe dizer uma coisa. É que aconteceu uma coisa, mas antes de eu falar eu gostaria que você soubesse que eu não tive culpa, que eu não procurei que isso acontecesse, apenas aconteceu", dirá o personagem de Silvero, antes de se declarar. 

Primeira versão de Zaquieu em 1990 

O ator João Alberto Pinheiro (1960-1992) interpretou a primeira versão de Zaquieu, em 1990. No começo, o peão gay não tinha muitas cenas, mas acabou caindo nas graças do público e teve sua participação estendida por Benedito Ruy Barbosa, o autor original do folhetim das nove. 

A história do primeiro Zaquieu foi a mesma. O mordomo começou no Rio de Janeiro e foi ao Pantanal em busca de uma vida melhor, mas esbarrou em muitos obstáculos antes de se estabelecer.

À época, o personagem era alvo de ataques homofóbicos ainda mais pesados por parte dos personagens. 

O ator João Alberto Pinheiro morreu em 1992, dois anos após alcançar o sucesso com Zaquieu. Ele faleceu em decorrência de complicações do vírus da aids. 

Silvero Pereira 

Pantanal é a segunda novela global de Silvero Pereira, que estreou nas telinhas em "A Força do Querer", em 2017, como Elis Miranda. 

A vida do ator cearense foi dedicada a trabalhos icônico como Gisele Almodovar e o personagem Lunga de "Bacurau" (2019). 

Além dos trabalhos com novelas, filmes e música, Silvero Pereira é colunista do Diário do Nordeste. As crônicas revelam a visão de um artista multicultural e multiplataformas.