MC Maylon, que acusou Anderson do Molejo de estupro, se casa sozinho no Rio de Janeiro

Funkeiro fez celebração em um salão de festas para dizer 'sim' a si mesmo

Mc Maylon em casamento no Rio de Janeiro
Legenda: Carioca postou fotos do "dia de noiva" e de mesa de doces em rede social
Foto: Reprodução/Instagram

O cantor de funk Maycon Douglas Porto do Nascimento Adão, o MC Maylon, de 22 anos, conhecido por acusar de estupro o pagodeiro Anderson Leonardo, do grupo Molejo, realizou o sonho de se vestir de noiva nesta quarta-feira (10). Ele ganhou do "dia de noiva" ao cerimonial do casamento simbólico, além de fotos, casa de festas, buquê, bufê, vestido, sandália e bolo. O altar foi montado em uma casa de festas de Santa Cruz, bairro da Zona Oeste do Rio.

Em fevereiro deste ano, MC Maylon registrou queixa na 33º DP (Realengo) alegando ter sido violentado sexualmente num quarto de um hotel na Estrada do Catonho, em Sulacap, Zona Oeste do Rio. Em defesa, Anderson Leonardo alegou que a relação sexual entre ele e o cantor aconteceu de "maneira consensual"

"Meu casamento. Bem menina mulher. Mc Maylon, uma História de superação", publicou o carioca com fotos do casamento no Instagram. 

Veja o casamento:

“Eu tinha um sonho de me casar virgem com vestido de noiva. Sendo que o Anderson tirou minha virgindade à força, me estuprando. Mesmo assim, nesta quarta-feira vou me vestir com vestido de noiva e fazer uma festinha pra mim. Quero quebrar esse tabu. Vou chorar tanto, porque uma parte do meu sonho o Anderson do Molejo acabou, né? Mas a outra parte, de eu me vestir de noiva, não vou deixar ele acaba”, disse MC Maylon em entrevista ao jornal Extra. 

Entenda o caso 

Segundo relato de Maylon à polícia, Anderson Leonardo teria chamado o jovem para uma conversa em particular sobre carreira e negócios. Antes de chegar ao local, o pagodeiro teria dito que pararia o carro para que eles pudessem comer, mas em vez disso, relatou que iria entrar em um motel.

Ao chegar ao quarto, o cantor teria tirado as roupas e teria dado dois tapas na cara do jovem, que chorava e dizia ainda ser virgem. Ainda segundo relato à polícia, o rapaz afirmou que o cantor teria tomado seu celular e o teria desligado. Em seguida, Anderson Leonardo o teria violentado sexualmente, sem usar camisinha.

Em resposta por meio de redes sociais, o cantor Anderson Leonardo negou veementemente o ocorrido. De acordo com nota, ele foi surpreendido com as informações.

Na época do ocorrido, o cantor disse ainda que "lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente à acusação completamente falsa de agressão sexual".

O artista ressaltou que em mais de 30 anos de vida pública jamais teve seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira. A nota afirma que Anderson "conhece a suposta vítima, mas jamais praticou os atos veiculados na imprensa". Diz também que tem conhecimento que a suposta vítima já esteve presente em diversas apresentações artísticas dele, "o que demonstra que a narrativa publicada nunca ocorreu".