Filha de Gugu, insatisfeita por não comprar Porsche, chama de 'coisa' carro que vale R$ 211 mil

Sofia Liberato viralizou nessa quarta (25) após vídeo reclamando da tia

Escrito por Redação,

Zoeira
Sofia Liberato ao lado de Dodge Charger, o 'coisa'
Legenda: Carro comprado por Sofia não é vendido no Brasil
Foto: arquivo pessoal/Sofia Liberato; reprodução/Instagram

Sofia Liberato, 17 anos, uma das filhas do apresentador Gugu Liberato, viralizou nas redes sociais após gravar um vídeo reclamando de sua tia, Aparecida de Fátima Liberato Caetano. Ela dizia não estar feliz devido à tia não ter permitido a compra de um Porsche. Em razão disso, ela comprou um mais barato, o qual chamou de 'coisa'.

No vídeo, a jovem, ao lado da irmã gêmea Marina, relata ter pedido à tia para comprar o carro da marca, o qual sempre sonhou possuir. A tia, segundo Sofia, teria falado com a promotora, que, por sua vez, não permitiu a compra do veículo.

Conforme Sofia, o motivo indicado pela promotora seria "porque era muito de luxo para uma criança de 17 anos". "E eu não poderia ter também porque era muito caro", complementa.

A adolescente, achando o fato "muito estranho", buscou um automóvel mais barato, o que gerou repercussão: ele se disse insatisfeita com o carro comprado, mais barato que o desejado. 

"No final, eu acabei comprando um carro pela metade do preço do que aquele que eu queria", diz Sofia no vídeo.

Qual o carro de Sofia Liberato

Conforme o portal G1, a filha do apresentador tem um Dodge Charger, vendido nos Estados Unidos por valores entre US$ 30 mil e US$ 82 mil. Em reais, o valor de veículos da linha pode ir de R$ 160 mil a R$ 426 mil.

Conforme assessoria da marca no Brasil, o veículo comprado por Sofia é o Dodge Charger R/T, com motor V8 de 5,7 litros, câmbio automático de oito marchas e motor de 375 cavalos. O automóvel não sai por menos de US$ 40,3 mil — cerca de R$ 211 mil — e não é vendido no Brasil.

Em post de maio deste ano, Sofia mostrou o veículo aos seguidores, segundo o G1. "Apresento pra vocês o "coisa". Meu novo carro. Só tenho a agradecer a Deus".

Briga de família

As jovens acusam a tia, Aparecida de Fátima, de mentir sobre assuntos envolvendo a herança deixada por Gugu. Elas também afirmam que o irmão, João, é manipulado pela familiar, além de que os antigos advogados teriam mentido.

Gugu Liberato ao lado das filhas, Sofia e Marina
Legenda: Vídeo com filhas de Gugu Liberato faz parte de processo de inventário, segundo advogado
Foto: arquivo pessoal/Sofia Liberato; reprodução/Instagram

No vídeo, Sofia e Marina também defendem a mãe, Rose, no processo em torno do apresentador, morto em novembro de 2019. As irmãs dizem que a mãe tinha união estável com Gugu, o que é contestado por Aparecida e advogados da família. As três moram juntas em Orlando, nos Estados Unidos.

Além disso, as gêmeas reclamam dos valores repassados mensalmente pela tia — segundo elas, o irmão e a avó recebem mais. Ambas também pedem uma auditoria para entender o processo e os valores movimentados desde o começo.

O advogado Nelson Wilians, que representa as gêmeas, disse que o vídeo, publicado pelo portal Metrópoles, foi "vazado indevidamente", e não feito em entrevista — o material faz parte de processo de inventário do apresentador.

"Elas não deram entrevista para nenhum veículo de comunicação e nem darão. A gravação foi feita diretamente para a Justiça e faz parte do processo de Inventário que tramita em segredo de justiça. Portanto, o vídeo foi indevidamente vazado à imprensa e os fatos serão apurados na esfera cabível", afirmou Wilians, em nota, ao G1.