Estudantes relatam alto grau de abstenção nos locais de prova do Enem em Fortaleza

Segundo eles, caso todos os candidatos estivessem comparecido à prova, haveria superlotação nos ambientes

Legenda: Saída de estudantes nas dependências da Uece: conforme relatos, caso todos os candidatos estivessem comparecido à prova, haveria superlotação nas salas
Foto: Thiago Gadelha

O alto grau de abstenção nas salas que sediaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Fortaleza, neste domingo (24), foi destaque no relato de estudantes que prestaram o concurso. De acordo com eles, caso todos os candidatos estivessem comparecido à prova, haveria superlotação nos ambientes, contrariando, assim, as exigências sanitárias de combate à contaminação por Covid-19.

"As pessoas estavam usando máscaras e havia álcool em gel na sala, mas, se todo mundo tivesse vindo, com certeza ia haver lotação", afirmou Rodolfo Sousa, 19, cuja prova foi realizada na Universidade Estadual do Ceará (Uece). O estudante almeja cursar Educação Física.

Finalizando a graduação em Direito, mas prestando o Enem novamente a fim de cursar Odontologia, Karoline Barbosa, 32, deteve semelhante percepção. Segundo ela, na sala em que estava, também na Uece, mais de 30% dos candidatos faltaram. "Por isso deu para manter o distanciamento. Caso contrário, seria impossível", situou.

Legenda: "Se todo mundo tivesse vindo, com certeza ia haver lotação", afirmou o estudante Rodolfo Sousa, 19
Foto: Thiago Gadelha

Prova mediana

Quanto ao nível de dificuldade da prova – que, neste domingo, abrangeu Matemática e Ciências da Natureza – grande parte dos candidatos relatou que as questões estavam com grau mediano

"Consegui fazer bem a maioria", disse Ruan Felipe, 19. "Estava um pouco mais fácil, na minha concepção, do que na vez anterior", avaliou, por sua vez, Letícia Chagas, 17, que prestava o exame pelo segundo ano.

O grupo de amigos Maria Eduarda Lopes Pinheiro, 17, Natália Mendonça Viana, 20, e Vitor Emanuel Vieira, 18, divergiram na avaliação do nível de dificuldade da prova. Contudo, todos compartilharam boas expectativas para o resultado. "Estamos confiantes", vibram.

Legenda: Karoline Barbosa, 32, está finalizando a graduação em Direito, mas prestou o Enem novamente a fim de cursar Odontologia
Foto: Thiago Gadelha

Ceará

O Exame Nacional do Ensino Médio, que aconteceu desde o último domingo (17), teve como locais de prova 715 escolas de 115 municípios do Ceará. Foram apenas quatro unidades de ensino a mais que aplicaram as provas em relação à edição anterior, com 711 locais. Neste domingo (24), as provas aplicadas foram de Matemática e Ciências da Natureza.

Conforme balanço divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o Ceará teve 48% de abstenções na prova do primeiro domingo (17) do Enem 2020, ou seja, um total de 154.545 inscritos não compareceram. 

Legenda: O trio de amigos Maria Eduarda Lopes, 17, Natália Mendonça, 20, e Vitor Emanuel Vieira, 18, divergiram sobre o nível de dificuldade da prova
Foto: Thiago Gadelha

Prevenção

Durante a realização da prova, seja no local de entrada ou na sala de aula, os candidatos ao Enem deveriam, obrigatoriamente, usar máscara, com o item de proteção cobrindo o nariz e a boca. Só seria possível retirá-la no momento de identificação dos participantes e para comer e beber. 

Quem estivesse com Covid-19 ou sintomas da doença, bem como de outras infectocontagiosas, não deveriam prestar o exame agora. A situação aunda deve ser informada ao Inep. A reaplicação do exame nos casos que se enquadrarem nesse perfil será nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab

Assuntos Relacionados