negociações e estudos

Stopover: incentivos estão em discussão com trade

01:00 · 05.05.2018
Image-0-Artigo-2396582-1
Incentivos, que devem refletir em descontos para os turistas, tornarão a ideia de stopover na Capital cearense mais atraente aos passageiros ( FOTO: MARÍLIA CAMELO )

Durante coletiva de apresentação do hub Air France-KLM e Gol, na qual foi divulgado que o sistema de stopover estaria em funcionamento em até oito semanas, o prefeito Roberto Cláudio destacou que as negociações e estudos sobre como será a atuação do trade turístico dentro desse cenário estão em andamento. O chefe do executivo municipal já está trabalhando com representantes do setor para discutir como se darão os incentivos para o trade.

Com o estímulo, a ideia é que, além da estadia de até três dias sem custo adicional no valor da passagem, os turistas tenham razões a mais para desfrutar da Capital cearense. Entre os "motivos" estão descontos especiais em hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos ligados ao setor do turismo local. Os incentivos devem incluir abatimentos tanto de impostos municipais, quanto estaduais, uma vez que vai envolver diferentes atividades, sujeitas a tributações distintas. "Hoje nós vamos discutir isso. Nós estamos vendo como é que vão ser concedidos esses incentivos de ISS (Imposto Sobre Serviços) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)", detalhou o prefeito de Fortaleza.

Conforme disse Roberto Cláudio na última quinta-feira (3) em entrevista ao Diário do Nordeste, a ideia é que o projeto valha para todos os voos internacionais ligados à Fortaleza. "Tem que haver um incentivo de preço, de custo", frisou.

LEIA AINDA:

> Fortaleza tem maior hub de conexões internacionais fora do eixo Rio/SP
> Taxa média de ocupação de voos chega a 85% 
> Companhias vão oferecer stopover de 3 dias na Capital
> Escolas de turismo terão aporte de R$ 50 milhões 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.