Pintura de Frida Kahlo vira mais valiosa obra latino-americana após ser arrematada por US$ 35 mi

Artista mexicana já mantinha o recorde com uma obra vendida em 2016

Obra 'Diego y yo', de Frida Kahlo
Legenda: Obra de Frida foi finalizada em 1949 e é intitulada 'Diego y yo'
Foto: reprodução

Uma pintura da artista mexicana Frida Kahlo foi vendida pelo valor total de US$ 34,9 milhões, o equivalente a quase R$ 200 milhões, na noite da última terça-feira (16). Feita em 1949, a obra foi um dos itens de um leilão da Sotheby’s, realizado em Nova York.

Agora, este é o novo recorde de uma obra de Frida em um leilão. Conforme o The New York Times, o quadro, intitulado 'Diego y yo', possui o maior lance em uma obra latino-americana já dada em um leilão. Na pintura, claro, estão ela e o marido, Diego Rivera.

O preço inicial foi de US$ 30 milhões a US$ 50 milhões, mas já havia sido garantido por uma terceira parte. Dessa forma, já havia ficado claro o interesse de um valor mínimo a ser pago pela casa de leilões. 

O recorde anterior de Kahlo foi registrado ainda em 2016, quando uma pintura dela de 1939, com duas mulheres em uma floresta, foi vendida por US$ 8 milhões na Christie’s, também em Nova York.

Quadro escondido

O quadro em questão foi escondido do público por mais de 30 anos, exibido pela última vez em 1990, em um leilão. Na época, foi vendido para a Sotheby's por US$ 1,43 milhão.

Uma das pintoras mais famosas do mundo, Frida Kahlo faleceu em 1954 e deixou apenas 140 pinturas finalizadas. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados