Glória Perez posta vídeo da filha Daniella, que completaria 50 anos

Atriz foi morta pelo colega de elenco, Guilherme Pádua, em 1992

Esta é uma imagem de Gloria Perez
Legenda: Gloria Perez posta homenagem no aniversário de 50 anos da filha Daniella, assassinada aos 22 anos
Foto: Reprodução

A atriz Daniella Perez, morta por um colega de elenco, enquanto fazia a novela "De Corpo e Alma (Globo, 1992-1993), completaria 50 anos nesta terça-feira (11). A mãe dela, a escritora Gloria Perez, 71, usou suas redes sociais para comentar a data: "11 de agosto. Cada aniversário faz a conta de um tempo que ela não viveu".

"É um parto às avessas. Um dia que dói", completou a escritora, que publicou um vídeo de Daniella dançando com um gato, que ela já havia postado antes. Vários famosos manifestaram apoio a Glória. "Você não está sozinha, força", comentou a atriz Carla Diaz. "Sempre ao seu lado", afirmou o também escritor Walcyr Carrasco.

Daniella fazia sua terceira novela quando foi morta pelo ator Guilherme de Pádua, seu par romântico na trama, e a então mulher dele, Paula Thomaz. Os dois armaram uma emboscada para a atriz e a mataram com tesouradas, em 28 de dezembro de 1992, quando Daniella tinha 22 anos.

Relembre o assassinato da atriz

O crime chocou o Brasil, e Guilherme de Pádua e Paula Thomaz foram condenados por homicídio qualificado depois de cinco anos. O casal deveria cumprir a pena de 19 anos de prisão -que foi reduzida e extinta antes do previsto. Em 2006, em entrevista à Folha de S.Paulo, Guilherme disse que, mesmo livre há sete anos, se sentia preso.

"Continuo preso. Fui uma espécie de exemplo de justiça superexposto pela mídia, em um país repleto de impunidade. A verdade é que fiz bobagens, mas sou inofensivo, e por isso as pessoas não têm medo de me agredir na rua. Já chegaram a me cuspir no rosto, em um shopping", disse Pádua.

Em 2017, Guilherme de Pádua se tornou pastor da igreja evangélica em Belo Horizonte. O ex-ator se converteu à religião em 2002, um ano depois de sair da prisão em que cumpria a pena pelo assassinato de Daniella.

No ano passado, Gloria Perez e Zé de Abreu trocaram farpas na internet após o ator dizer que Guilherme de Pádua e a autora estariam "apoiando o mesmo espectro político". Ao ver o tuíte, ela retrucou: "Você é muito canalha! Não vou revidar lembrando sua tragédia pessoal. É block e mais nada!".

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?