Casa de arte do interior cearense promove circuito de apresentações e oficinas em várias linguagens

Tendo como realizadora a CIA teatral Criando Arte, de Varjota, espaço conta com programação híbrida até setembro

Legenda: As transmissões acontecem no canal do YouTube da Casa de Arte CriAr e as apresentações presenciais em alguns espaços da cidade de Varjota
Foto: Divulgação

Do teatro à dança, atravessando a literatura, a fotografia e as manifestações populares. Desde 2015, quando foi idealizada, a Casa de Arte CriAr abraça como princípio a conexão entre linguagens de forma a potencializar o fomento à arte e à cultura. 

Sediado em Varjota, município da zona norte cearense – a pouco mais de 262 quilômetros da Capital – o espaço avança um pouco mais neste momento no que toca ao espírito inaugural de sua construção. Até 11 de setembro, acontece o Circuito #vemCriAr, com promoção de espetáculos, oficinas e bate-papos gratuitos, tanto de forma virtual quanto presencial.

Legenda: No âmago da iniciativa, está a busca em reunir trabalhos artísticos representativos de várias cidades do Ceará
Foto: Divulgação

A programação híbrida busca envolver os mais diversos artistas e grupos de todo o Estado, numa verdadeira ciranda de trocas e perspectivas sobre o fazer criativo. Um dos idealizadores da Casa de Arte CriAr – o escritor, poeta, produtor cultural, ator e diretor Mailson Furtado – explica que o circuito nasceu a partir da contemplação do Edital Prêmio de Fomento à arte e cultura da Lei Aldir Blanc 2020.

“O projeto veio da vontade de, mesmo em um período de difícil acesso aos espaços e trabalhos artísticos por conta da pandemia, a Casa CriAr mantivesse suas atividades, assim como ofertasse conteúdo ao público em um momento tão escasso, entre trabalhos de formação e de apresentações artísticas”, diz o vencedor do Prêmio Jabuti.

Segundo ele, as atividades foram pensadas, a priori, para acontecer de forma totalmente presencial; contudo, devido às dificuldades logísticas e de garantia de segurança sanitária nos primeiros meses do ano, o circuito passou a ter um caráter híbrido.

Legenda: Além das apresentações, integram a programação seis formações nas áreas de teatro, dança, artes visuais, fotografia e manifestações populares
Foto: Divulgação

A proposta primeira, contudo, não se perdeu. No âmago da iniciativa, está a busca em reunir trabalhos artísticos representativos de várias cidades do Ceará, trazendo para Varjota um tanto dessa vivência de grupos com vasto trilhar na estrada teatral, tanto da Capital quanto do interior. Em suma, apresentar um cenário do fazer teatral cearense desses dias.

Territórios para a arte

Ao todo, nove grupos e artistas de sete cidades do Estado compõem o circuito em 10 apresentações. Na conta, também estão inclusas seis formações nas áreas de teatro, dança, artes visuais, fotografia e manifestações populares.

Participam da ação os seguintes nomes: Coletivo Paralelo, de Maracanaú; Grupo Acauã, de Itaitinga; Orlangelo Leal, de Itapipoca; Companhias Pavilhão da Magnólia, Prisma de Artes e Bagaceira, de Fortaleza; Nós de Dança, de Sobral; e CIA Criando Arte e Grupo Luar do Sertão, de Varjota.

As transmissões acontecem no canal do YouTube da Casa de Arte CriAr e as apresentações presenciais em alguns espaços da cidade de Varjota. Conforme Mailson, o fato de tanto os espetáculos quanto as oficinas serem realizadas em diversas áreas cumprem um tanto do que a Casa, como espaço de formação, se propõe: ser o mais plural possível.

Por sua vez, quando instigado a mensurar os impactos do cenário pandêmico nas Artes Cênicas, o poeta é enfático: “Foram catastróficos, principalmente no campo econômico aos trabalhadores da cultura. A Casa CriAr, através da CIA Criando Arte, realizou alguns espetáculos virtuais e momentos formativos. No entanto, com uma movimentação bem aquém do que era antes da pandemia, o retorno gradativo vem acontecendo nesses últimos meses, e o Circuito #vemCriAr vem fortalecer este momento”.

De acordo com ele, sendo o teatro uma linguagem da presença, os desafios de realizar espetáculos virtuais são inúmeros. Não sem motivo,  neste um ano e meio de pandemia de Covid-19, artistas e grupos tiveram de se reinventar e trazer as artes cênicas para o ambiente virtual, espaço possível de “contato” seguro.

“O fazer virtual desafia o artista mais em um campo de construção imagética. Diz respeito à própria presença do público, já que o teatro pede isso – além de outras questões, como redução de campo de cena e detalhes técnicos que cada espetáculo exige. Isso valem estudos específicos a cada trabalho. Um outro fazer artístico surge dentro desse panorama, que possivelmente se perpetuará ao longo dos anos que virão”.
Mailson Furtado
Idealizador da Casa de Arte CriAr

Fortalecimento da cena

Desde o início dos trabalhos, a Casa de Arte CriAr, buscou, por meio da CIA Criando Arte – grupo mentor e administrador do espaço – intercâmbios com grupos e manifestações de vários outros lugares, firmando o papel da agremiação e do ambiente no cenário teatral cearense. 

A realização do Circuito #vemCriAr visa manter essa busca e estreitar outras parcerias e possibilidades de encontro com a arte realizada nos mais diversos territórios de nosso chão.

Legenda: Trocas entre saberes, vivências e técnicas dão o tom da iniciativa
Foto: Divulgação

“O fazer teatral no interior se fortalece a cada ano, com inúmeros grupos, espaços e manifestações acontecendo em tantos lugares. Esse projeto vem revigorar ainda mais esse fazer”, situa Mailson.

Não à toa, daqui para a frente, um dos próximos passos da Casa é retomar o Edital de Ocupação – já em prática antes de a pandemia acontecer. À época, a agremiação recebeu muitos trabalhos de várias vertentes artísticas, de nomes espalhados por todo o Estado, revigorando um espaço de fazer cultural no interior cearense.


Serviço
Circuito #vemCriAr, com apresentações e oficinas promovidos pela Casa de Arte CriAr
Até 11 de setembro, de forma virtual e presencial. Transmissões pelo canal do YouTube da Casa de Arte CriAr e apresentações presenciais em alguns espaços da cidade de Varjota. Mais informações pelas redes sociais do projeto (facebook e instagram) ou pelo e-mail casadeartecriar@gmail.com

 

> Confira a programação completa dos próximos dias

Apresentações e bate-papos

20 de agosto (virtual): Sr Ventilador – Grupo Bagaceira/Fortaleza

26 de agosto (virtual): Ogroleto – Pavilhão da Magnólia/Fortaleza

27 de agosto (presencial): Cores do Nordeste - Grupo Luar do Sertão/Varjota/ Boi CriAr – CIA Criando Arte/Varjota

 
Oficinas (todas presenciais)

20 e 21 de agosto: Oficina de Fotografia cênica, com Carol Veras

28 e 29 de agosto: Oficina de Dança, com Souza Frota

03 e 04 de setembro: Oficina de Artes Visuais, com Carlos Dornelles

10 e 11 de setembro: Oficina de Dramaturgia, com Rafael Martins

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?