Ministério da Saúde assina contrato para adquirir mais 54 milhões de doses da CoronaVac

O lote soma-se aos 46 milhões já contratados anteriormente, totalizando 100 milhões de doses

Coronavac
Legenda: O contrato foi assinado nesta segunda-feira (15)
Foto: Butantan

O Ministério da Saúde (MS) assinou, nesta segunda-feira (15), contrato com o Instituto Butantan para a aquisição de 54 milhões de doses extras da vacina contra a Covid-19 produzidas no Brasil.

Desde 27 de janeiro, o Butantan aguardava uma sinalização do Governo sobre a compra do lote de CoronaVac e cogitou exportar os imunizantes diante das incertezas. 

Após pressão, o MS afirmou ao instituto que iria concretizar a aquisição até o dia 2 de fevereiro, mas isso só aconteceu agora. 

A instituição tem contrato para fornecer 100 milhões de vacinas ao País, incluindo os 46 milhões já contratados e esses 54 milhões adicionais.

Segundo o órgão, a previsão é que, até setembro, todos os imunizantes fabricados pelo Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac cheguem aos estados brasileiros. 

O Ministério diz ainda que pretende assinar, “nos próximos dias”, novos contratos de compra com a União Química, que deverá entregar 10 milhões de vacinas Sputnik V, entre março e maio. No mesmo período, projeta acordo com a Precisa Medicamentos para a aquisição de 30 milhões de doses da Covaxin.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil