À espera de novas doses, atual estoque de vacinas contra Covid-19 está acabando em Fortaleza

Segundo a secretária de Saúde do município, Capital possui 11 mil imunizantes no estoque atualmente

Vacinas de Oxford
Legenda: A secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, pontua que a vacina, assim como imunizantes contra outras doenças, não garante 100% de proteção contra a Covid-19, e deve ser tomada duas vezes. Com a segunda dose, o organismo passa a ter proteção contra formas graves da doença, reduzindo a hospitalização.
Foto: Camila Lima

O estoque de doses de vacinas contra a Covid-19 está próximo do fim em Fortaleza, informou a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, nesta terça-feira (16). Segundo a gestora, a Capital recebeu 119 mil doses dos imunizantes CoronaVac e AstraZeneca, feita em parceria com a Universidade de Oxford. Dessas, só sobraram, atualmente, 11 mil — cerca de 8 mil da CoronaVac e 3 mil da de Oxford. A quantidade não é o bastante para abranger todo o público prioritário.

"Nós não temos doses até o momento suficientes para contemplar 100% das pessoas que estão nesse grupo prioritário da fase 1", pontuou a secretária. Ana Estela explicou, no entanto, que a segunda dose da CoronaVac tem aplicação garantida. "Estão na nossa rede de frio, todos receberão", afirmou, ressaltando que o Município ainda espera remessa de doses da AstraZeneca.

"Houve recomendação do Ministério da Saúde para aplicar 100% e a gente não guardasse a metade para a segunda dose, porque haveria tempo suficiente para produção e envios para os municípios".

Apesar da quantidade escassa, a secretária da Saúde informou que o Município já está iniciando a segunda dose nos idosos institucionalizados nesta terça-feira (16). Até esta segunda-feira (15), 4.010 pessoas receberam o reforço da vacina.

Priorização nos grupos

A titular da SMS acrescenta que o governo pactuou uma priorização no grupo prioritário. O protocolo ocorre em forma decrescente, imunizando os de maior para menor idade dentro do segmento de idosos com mais de 75 anos.

Além disso, Ana Estela indicou que a priorização também contempla os acamados com mais de 75 anos e os bairros com maior circulação viral, bem como maiores números de casos e óbitos, como critério para a vacinação — a qual tem ocorrido de forma diferente do usual.

"Nas outras campanhas, a gente registrava apenas a quantidade de pessoas que eram vacinadas e nesta não: a gente tem o registro do CPF, do nome completo, até para que a gente tenha esse monitoramento", afirmou, pontuando que a SMS tem trabalhado para diminuir os problemas encontrados. "A gente realmente teve muitas falhas no nosso sistema, mas a gente tem aprimorado a cada dia mais", alegou, incluindo que há orientações para quem não recebeu o imunizante mesmo com a vacinação. "Às vezes, por algum problema de logística, trânsito, as equipes não conseguem cumprir a rota daquele dia. A orientação é que inicie por aquelas [pessoas] que não foram concluídas no dia anterior".

No caso de dúvidas ou mudanças cadastrais, a secretária alerta para que o canal 156, disponibilizado pela Pasta, seja buscado. Caso haja algum erro no recebimento da vacina, o cidadão deve buscar uma unidade de saúde para notificar as autoridades da Saúde.

Locais de vacinação nesta terça-feira (16/02):

Arena Castelão - 9h às 17h
Drive-thru para idosos acima de 75 anos com agendamento confirmado

Shopping Riomar Kennedy - 9h às 17h
Drive-thru para idosos acima de 75 anos com agendamento confirmado

Centro de Eventos - 9h às 20h
Sala de acolhimento para vacinação de trabalhadores da saúde com agendamento confirmado (segunda dose).

Vacinação nos Cucas 

Salas de acolhimento para vacinação funcionarão nos Cucas Jangurussu e Mondubim a partir da próxima quarta-feira (17) para a primeira dose de idosos acima de 75 anos. Os locais terão imunização entre 9h e 17h.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza