Governo Federal se manifesta e deve adquirir 54 milhões de doses de vacina, diz Butantan

Contrato será assinado na terça-feira, segundo o diretor do instituto

coronavac
Legenda: Instituto Butantan produz, no Brasil, a vacina Coronavac
Foto: José Leomar

Após o silêncio sobre as 54 milhões de doses extras da CoronaVac, o Governo Federal manifestou interesse e deve assinar o contrato de aquisição do lote até a próxima terça-feira (2). É o que afirmou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (29), em São Paulo. As informações são do G1

"Com relação à contratação adicional dos 54 milhões de doses, hoje, alguns minutos atrás, eu recebi uma comunicação da pessoa responsável pelo departamento de logística do Ministério da Saúde, avisando que o contrato será assinado na terça-feira da próxima semana”, informou 

“É uma notícia que todos nós estamos aguardamos e esperamos que se concretize na próxima terça-feira", complementou.

O Butantan tem contrato para fornecer 100 milhões vacinas ao País, incluindo as 46 milhões já contratadas e outros 54 milhões adicionais. 

Até a última atualização desta matéria, no entanto, o Governo Federal não havia se pronunciado sobre as doses extras. O Butantan, então, anunciou que iria exportar essa remessa caso não houvesse a manifestação de interesse.

Consórcio Nordeste

Nesta quinta-feira (28), diante do impasse, o presidente do Consórcio Nordeste e coordenador do tema da vacina no Fórum Nacional de Governadores, Wellington Dias (PT-PI), disse que os chefes dos Executivos Estaduais comprariam os imunizantes se fosse necessário.

E o governador cearense, Camilo Santana, informou que voltou a manifestar interesse ao Butantan em adquirir mais doses da vacina.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil