Deputado é expulso da CPI da Covid-19 por ofender a comissão e tumultuar depoimento

Reinhold Stephanes Junior (PSD-PR) gravava vídeo ofendendo a comissão e foi repreendido por Randolfe Rodrigues, que chamou a Polícia Legislativa

Deputado Reinhold Stephanes Junior saindo da CPI da Covid-19 após ser expulso. Ao fundo, um homem grava o parlamentar
Legenda: Deputado estava no fundo da sessão gravando vídeo com ofensas à Comissão para as redes sociais
Foto: Pedro França/Agência Senado

O deputado federal Reinhold Stephanes Junior (PSD-PR) foi expulso da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 nesta quarta-feira (4) por tumultuar a sessão. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente que presidia os trabalhos no momento, acionou a Polícia Legislativa. 

Conforme Rodrigues, o parlamentar gravava vídeo com ofensas à CPI e seus participantes. Nesta quarta, a comissão ouve o tenente-coronel da reserva Marcelo Blanco da Costa, ex-assessor do departamento de Logística do Ministério da Saúde. apontado como participante de jantar em que suposto pedido de propina de US$ 1 por vacina foi feito.

"Deputado, algum problema? O senhor gravou um vídeo se referindo à CPI. O senhor praticou um ato que desacata esta comissão. Qual é a autoridade do senhor para isso? O senhor não pode atuar dessa forma e eu pedirei que os seguranças do Senado tomem as devidas providências", pontuou Randolfe Rodrigues. 

Arthur Lira acionado 

O vice-presidente da CPI disse, após a saída de Stephanes Junior, que se retirou antes da chegada da segurança do Senado, que irá comunicar o desacato a Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados.
 
"Vimos um ato de desrespeito a essa comissão do deputado Reinhold Stephanes Junior. Garantiremos a todos os parlamentares, sejam senadores ou deputados, o livre acesso à CPI. Entretanto essa CPI não admitirá tentativas de tumultuar o trabalho dessa comissão ou ao mesmo tempo atos de provocação, de intimidação aos membros da CPI", afirma. 

Randolfe ainda solicitou à secretaria da CPI que, "se possível e necessário", emita comunicado ao Conselho de Ética da Câmara. 

Deputados tem o direito de assistir às sessões da CPI e comparecer aos ambientes do Senado, assim como os senadores possuem acesso às dependências da Câmara. No entanto, a não ser que sejam convidados, os parlamentares não podem interferir nos trabalhos. 

ACOMPANHE O DEPOIMENTO AO VIVO