Bolsonaro ao STF: "Ou o chefe desse Poder enquadra esse seu ou pode sofrer aquilo que não queremos"

Presidente criticou "prisões políticas" e mandou recado ao presidente do STF

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (7), em discurso aos manifestantes na Esplanada dos Ministérios, que não aceitará autoridades usando força de poder para passar por cima da Constituição e nem "prisões políticas no País".

“Nós não aceitaremos que qualquer autoridade, usando a força do poder, passe por cima da nossa Constituição. Não mais aceitaremos qualquer medida, qualquer ação, que venha de fora das quatro linhas da Constituição", afirmou o presidente aos apoiadores.

Bolsonaro ressaltou respeito a Constituição
Legenda: Bolsonaro discursou em Brasília
Foto: Reprodução/Facebook

Nós também não podemos continuar aceitando que uma pessoa específica da região dos Três Poderes continue barbarizando a nossa população.
Jair Bolsonaro
Presidente

Bolsonaro mandou um recado direto para o presidente do STF, Luiz Fux.

“Não podemos aceitar mais prisões políticas no nosso Brasil. Ou o chefe desse Poder (Judiciário) enquadra esse seu, ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos. Reconhecemos o valor de cada poder. Nós, aqui na Praça dos Três Poderes, juramos respeito à Constituição. Quem age fora dela se enquadra ou pede para sair", ressaltou o presidente.

Bolsonaro diz que se reunirá com Conselho da República

Ainda em discurso, o presidente Jair Bolsonaro disse que deve se reunir com o Conselho da República nesta quarta-feira (8).

“Amanhã [quarta] estarei no Conselho da República, para nós, juntamente com os presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal, mostrar para onde nós todos devemos ir”, declarou o chefe do Executivo.

No Brasil, o Conselho da República é o órgão superior de consulta da Presidência da República, criado para assessorar o mandatário do país em momentos de crise.


Assuntos Relacionados