Rubem Novaes entrega carta de renúncia à presidência do Banco do Brasil

Defensor da privatização do BB, ele indicou André Brandão para substituí-lo no cargo, que deixa oficialmente na terça-feira (22)

Legenda: Ele assumiu a presidência do BB no início da gestão de Jair Bolsonaro e comunicou a saída em julho ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente, alegando necessidade de deixar a cadeira para alguém mais jovem para conduzir a transformação digital da instituição
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Rubem Novaes entregou, nesta segunda-feira (21), a renúncia ao cargo de presidente do Banco do Brasil, com efeitos a partir desta terça-feira (22), indicando que André Brandão deve ser oficializado ao posto nesta terça-feira. A nomeação de André Brandão tem de ser assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que deve receber o executivo amanhã, segundo fontes. O decreto que oficializará o novo presidente do BB tem de ser publicado no Diário Oficial.

Rubem Novaes, de 75 anos, assumiu a presidência do BB no início da gestão de Jair Bolsonaro e comunicou a saída em julho ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente, alegando necessidade de deixar a cadeira para alguém mais jovem para conduzir a transformação digital da instituição. Rubens Novaes era também defensor da privatização do BB, seguindo a linha do ministro Paulo Guedes.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios