Preço da gasolina sobe 3,8% no Ceará em junho; confira ranking do Nordeste

De acordo com pesquisa, Ceará apresenta o menor preço para GNV no Nordeste em maio e junho

Legenda: Segundo estudo da Ticket Log foi mais vantajoso abastecer com gasolina em todos os estados do Nordeste
Foto: Arquivo/Diário do Nordeste

Na passagem de maio para junho, o preço médio do litro da gasolina no Ceará subiu 3,82%, passando de R$ 3,999 para R$ 4,152. O valor é o sexto mais alto entre os nove estados da região Nordeste. Em junho, o maior valor médio foi registrado no Piauí (R$ 4,417) e o menor na Paraíba (R$ 3,922). Os dados são do último Índice de Preços Ticket Log (IPTL), feito a partir de um levantamento em cerca de 18 mil postos credenciados da Ticket Log no Nordeste.

> Petrobras eleva novamente preço da gasolina nas refinarias

Segundo a pesquisa, tanto em maio como em junho, o Ceará foi o estado que apresentou o menor preço para o metro cúbico de Gás Natural Veicular (GNV) no Nordeste, R$ 3,569 e R$ 3,500, respectivamente, uma queda de 1,93%.

No entanto, o Estado registrou o segundo maior preço médio para o diesel (R$ 3,319), que subiu 0,15% no mês, e o terceiro maior preço para o litro de etanol (R$ 3,531), que aumentou 0,19%.

Arte gasolina

Nordeste

O preço da gasolina no Nordeste acompanhou o comportamento de outras regiões e registrou um aumento de 4,19%, e foi encontrada nas bombas por R$ 4,179 o litro. Com leve alta, de 0,78%, o diesel, que em maio foi vendido a R$ 3,210, chegou a ser comercializado ao valor médio de R$ 3,235, em junho. Embora com recuo em alguns Estados, o etanol também avançou na média geral da região. O combustível foi vendido nos postos nordestinos por R$ 3,439, um incremento de 2,20%.

“Os preços apontados pelo IPTL em junho no Nordeste seguem a curva das demais regiões. Todos os Estados apresentaram alta no preço do diesel e da gasolina – a exceção foi o etanol, que ainda mostrou alguns pontos de recuo nos preços. Foi o primeiro mês do ano a apresentar alta, e acompanharemos esse cenário para entender como essa curva seguirá daqui para frente”, analisa o head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina.

Ainda de acordo com o estudo realizado pela Ticket Log, os preços em junho demonstram que, embora existam perfis diferentes para cada veículo, foi mais vantajoso financeiramente abastecer com gasolina em todos os Estados do Nordeste.