Portal facilita negociação de conta de luz atrasadas

Diante da concentração de atendimentos online, por conta das restrições da pandemia do coronavírus, a Enel lança o site para negociar dívidas dos clientes durante a crise

Legenda: Suspensão no corte de energia por inadimplência para residências e serviços essenciais segue até o dia 31 de julho, decide Aneel.
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para contornar um cenário afetado pelas limitações impostas diante da pandema do novo coronavírus, a Enel Distribuição lançou um portal para resolver a situação de dívidas dos consumidores de energia elétrica. A novidade surge após a empresa constatar que, no mês passado, houve um aumento de 240% no uso de seu aplicativo próprio, em relação ao mesmo período de 2019.

O dado sinaliza a concentração de atendimentos virtuais como solução para conciliar o relacionamento entre clientes e empresa, enquanto dura o isolamento social.

Os serviços estão disponíveis dentro da Agência Virtual, no site da companhia, no link https://www.enel.com.br/pt-ceara/private-area/parcelamento.html, e também podem ser acessados pelo aplicativo Enel Ceará (iOS e Android). Para Marcelo Barbosa, responsável pelo atendimento da Enel Brasil, além da facilidade de negociar pelo próprio celular ou computador, os clientes podem ter uma condição diferenciada para quitar as dívidas.

Barbosa destaca que a negociação pode se dar "com parcelamento em até oito vezes (entrada e sete parcelas) e isenção de juros no financiamento". As parcelas serão cobradas nas próprias faturas de energia e a entrada será a partir de 13% do valor total do débito, que poderá ser pago por boleto. 

Inadimplentes

De acordo com a assessoria da Enel, a companhia só deve divulgar os atuais índices de inadimplência, afetados pela crise econômica do coronavírus, quando terminar o segundo trimestre do ano.