Consumidor deve ser o maior beneficiado

Empresas trabalham para garantir vantagens aos clientes e, assim, aumentar o volume de itens adquiridos

Legenda: Internet tem sido a forma de maior difusão entre as empresas que oferecem o serviço de cashback no mercado brasileiro

Para o consumidor, os sites ou aplicativos que oferecem benefícios nas compras podem representar desde uma renda extra no fim do mês até descontos mais vantajosos do que em outras modalidades de pagamento. Para isso, porém, é preciso usar bem essas ferramentas, priorizando o pagamento de contas corriqueiras que teriam de ser feitas de qualquer maneira, como as de supermercados, posto de gasolina, ou de peças de vestuário, por exemplo.

Além disso, com essas plataformas, o consumidor pode centralizar as compras da família em um único aplicativo e, assim, gerar um maior valor a ser resgatado. Para a estudante de direito, Joanna D'arc Azevedo de Souza, de 23 anos, usuária do MyCashBack e do Méliuz, a atratividade dessas plataformas está tanto no dinheiro devolvido direto na conta como nos cupons de descontos que são disponibilizados para compras nas principais lojas do País.

LEIA AINDA:

> Varejo conquista mais clientes devolvendo parte do valor gasto
> Oportunidade para divulgar a marca e atrair novos perfis
> Modalidade ganha adeptos entre viajantes
> Vantagens têm fidelizado usuário

"Geralmente, eu compro roupas de academia, tênis, e comprei também meu celular. No fim, tudo fica mais barato e, dependendo, da data há descontos", diz Joanna. Ela conta que conheceu empresas de cashback por meio de anúncios na internet há cerca de um ano e meio e hoje prioriza as compras por meio dos aplicativos. "É muito fácil de usar e eu também faço compras para minha mãe e meus irmãos", diz.

"E eles enviam o dinheiro direto para o banco. O Méliuz envia toda semana o dinheiro direto para o banco. E, às vezes, eu uso o dinheiro recebido para fazer novas compras". Apesar dessas vantagens, muitos consumidores ainda demonstram desconfiança nesse tipo de programa de fidelidade, cenário que deve se modificar na medida em que esse sistema for se popularizando. "Quando chegamos no Brasil, as pessoas eram muito céticas em relação ao serviço e não acreditavam que conseguiriam seu dinheiro de volta, mas quando perceberam que isso era real e que de fato conseguiam seu dinheiro de volta só por acessar o MyCashback antes de comprar, começaram a compartilhar a novidade com amigos", diz Tomer Gooterman, CEO do MyCashback.

A empresa começou a operar no Brasil e, segundo Gooterman, já tem mais de 150 mil usuários cadastrados e no próximo ano pretende crescer a base de clientes em mais de 230%.

"Esperamos cadastrar mais 500 mil no próximo ano e gerar mais de R$ 10 milhões por mês", diz. "Então, acredito que agora o mercado de cashback vai crescer rapidamente e trazer novidades interessantes". Atualmente, a empresa está presente em países da Europa, Oriente Médio e América do Sul.

Vantagens

Entre as principais vantagens do MyCashback, Gooterman destaca as taxas do valor devolvido e a facilidade para o cliente fazer uso da ferramenta. "Você consegue instalar uma extensão do navegador Google Chrome que vai lembrá-lo de buscar seu cashback a cada compra, mesmo que você não passe pelo site MyCashback antes e vá diretamente ao site da loja", conta. Para o futuro próximo, a empresa pretende disponibilizar um sistema de busca que compara produtos de diferentes lojas.

"Nós pretendemos ir mais fundo na comparação de preços, serviço de cashback off-line e soluções de pagamento. Vai ser mais fácil de comprar diretamente neste site e conseguir seu reembolso", conta.

Para receber parte do dinheiro de volta, o usuário deve, primeiramente, se cadastrar na empresa e fazer a busca pelo produto pretendido dentro da própria plataforma que, por sua vez, irá direcionar o consumidor para a loja. No MyCashback, cada vez que o cliente atinge o valor de R$ 50, ele pode efetuar o resgate de recursos. (BC)

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios