Anatel comunica a prestadoras de telefonia fixa e móvel que não interrompam inadimplentes

Agência cumpre decisões judiciais que desejam que empresas pensem no bem-estar dos usuários durante esta pandemia

Foto: Foto: Anatel/Divulgação

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em cumprimento às decisões judiciais dos dias 2 e 7 de abril de 2020, do juiz da 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, comunicou todas as prestadoras (concessionárias e autorizadas) de telefonia fixa e móvel do teor das referidas decisões judiciais, para que se abstenham de suspender ou interromper o fornecimento dos serviços de telefonia fixa e móvel ao longo do período de emergência de saúde relativa ao coronavírus (Covid-19), bem como para que restabeleçam tais serviços no prazo de 24 horas para os consumidores que tiverem sofrido corte por inadimplência. As referidas decisões estão no âmbito da Ação Civil Pública nº 5004662-32.2020.4.03.6100.

> Governo do Estado já investiu mais de R$ 215 milhões no combate a pandemia do coronavírus
> Governo Federal libera saque de R$ 1.045 do FGTS
> Auxílio emergencial: veja calendário de saques, inscrições e condições

Desta forma, as operadoras devem parar de suspender os serviços até o fim da pandemia para permitir que os usuários sigam isolados e em contato com parentes, amigos e serviços como internet e telefonia móvel e fixa.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios