Arlindinho fala sobre vício do pai, Arlindo Cruz, em cocaína: 'só fez mal para ele'

Sambista sofreu AVC em 2017, ficando com sequelas desde então

Escrito por Redação,

Zoeira
Arlindinho ao lado do pai, Arlindo Cruz
Legenda: Arlindo Cruz mencionou vício em drogas a Arlindinho quando filho tinha 11 anos
Foto: reprodução/Instagram

O sambista Arlindinho, 29 anos, filho do também sambista Arlindo Cruz, 63, comentou, pela primeira vez, o vício do pai em cocaína. Após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) em 2017, o intérprete de "Meu Lugar" teve sequelas, sendo atualmente cuidado pela família. As informações são do jornal Extra.

"Meu pai estava no melhor momento da vida. Ele estava me lançando, passando bastão. Ele queria que as pessoas me conhecessem como artista", disse Arlindinho no quadro Cara a Tapa, do canal do jornalista Rica Perrone no YouTube.

O filho do sambista acrescentou que o pai estava sem usar drogas havia alguns meses antes do ocorrido, e que Cruz nunca havia tratado do tema porque intentava esperar pelo crescimento da filha. Arlindinho, porém, diz que sempre soube, já que o pai mencionara o vício quando ele tinha 11 anos.

"Ele já tinha se tratado algumas vezes, mas nunca tinha conseguido tanto tempo sem usar droga alguma", relatou o filho, salientando ter, desde então, "aversão" a drogas.

"Trato bem todo mundo, até quem usa. Mas eu não uso. Minha vibe é completamente outra", ressalta, relembrando o pai: "Um cara tão vencedor, inteligente, amigo, educado. Meu pai só fez mal para ele".

O sambista, porém, contou que ele não se considera uma pessoa careta — além de beber cerveja, também chegou a consumir maconha, mas antes de entender todos os impactos dessas escolhas, conforme apontou à Istoé.

“Já fumei maconha uma vez ou outra na vida. Não fumo, mas já fumei. Com os amigos, antes de entender esse universo. Mas depois passei a escolher o que eu quero e o que eu não quero para a minha vida. É isso. É um meio termo".

Pai querido

O cantor apontou que o pai sempre foi uma pessoa querida para os amigos, além de ajudar muita gente. "Ele fez bem para todo mundo. Nunca tratou ninguém com indiferença".

Mesmo com o vício, o sambista fez questão de deixar a família em boas condições. "Comprou imóveis, conseguiu minimamente manter a família dele digna", destacou Arlindinho.

O sambista, recentemente, homenageou o pai pelo aniversário de 63 anos em postagem no Instagram. "Ainda há tempo pra viver feliz, meu pai. Parabéns ao maior pai de todos os tempos. 63 do Arlindão", escreveu