Enem 2020: saiba os temas mais recorrentes que caem na prova de Ciências Humanas

O EducaLab reuniu dicas de professores das disciplinas de história, geografia, sociologia e filosofia

A prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias é aplicada logo no primeiro dia da maratona do Enem e tem 45 questões objetivas.
Legenda: Provas impressas do Enem estão programadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021
Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A prova de Ciências Humanas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem 45 questões objetivas e é aplicada logo no primeiro dia da maratona. É nessa parte do teste que são cobrados dos candidatos conhecimentos em história, geografia, sociologia e filosofia.

Densa, a prova de Ciências Humanas requer, sobretudo, repertório sociocultural e leitura. “E a gente treina a leitura, lendo. Não há outra alternativa”, orienta o professor Nilo Sérgio, que ensina sociologia e filosofia numa escola da rede privada de Fortaleza.

Tanto Nilo quanto os outros professores consultados pelo EducaLab para esta matéria acreditam que, a exemplo de 2019, o Enem deste ano não deve abordar na prova de Ciências Humanas questões polêmicas ou ideológicas. “Não acredito que seja uma coisa que você deva deixar totalmente de lado, mas, provavelmente, não serão foco da prova conteúdos mais recentes das décadas de 30 e 40 ligados ao Brasil durante o período dos governos militares”, arrisca, por exemplo, o professor de história Thiago Cavalcanti, da rede privada da Capital.

Powered by RedCircle

Porém, mesmo com essas restrições, os professores acreditam que o exame deve continuar abordando temas que perpassam as principais transformações políticas e sociais do mundo

Inclusive, em geografia, os assuntos mais comumente cobrados têm a ver, por exemplo, com globalização e geopolítica, segundo o professor George Wilton, que ministra a disciplina. “Como a prova do Enem busca o fortalecimento das relações entre as áreas de conhecimento e sua contextualização para apreensão e intervenção na realidade, o ideal é buscar o entendimento dos assuntos mais recorrentes dos anos de 2015 a 2019”, aposta o formador.

Um assunto da realidade atual que, de alguma forma, deve cair no Enem, é a pandemia de Covid-19. No que diz respeito à história, uma possibilidade é relacionar o debate em torno da “cura” da pandemia à Revolta da Vacina, episódio que aconteceu em meados de 1904, no Rio de Janeiro, quando o Brasil enfrentava uma epidemia de varíola.

Veja o que pode ser cobrado no Enem em cada disciplina de Ciências Humanas, segundo professores:

História

  • Período Colonial; 
  • Comunidades nativas e intercâmbio cultural; 
  • Escravidão e resistências; 
  • Economias açucareira, mineradora e cafeeira; 
  • Império (Segundo Reinado, especialmente); 
  • Proclamação da República; 
  • República Velha;
  • Governos pós-ditadura civil e militar;
  • Era Vargas 
  • Revolta da Vacina;
  • Período Clássico (Grécia e Roma); 
  • Idade Média (comportamento, sociedade e religiosidade); 
  • Iluminismo; 
  • Revolução Francesa; 
  • Revolução Inglesa; 
  • Revolução Industrial; 
  • Primeira Guerra Mundial; 
  • Segunda Guerra Mundial; 
  • Guerra Fria; 
  • Descolonizações africanas e asiáticas.

Geografia

  • Geopolítica;
  • Globalização;
  • Relações comerciais;
  • Meio ambiente;
  • Climas;
  • Domínios vegetais;
  • Geografia agrária;
  • Geografia urbana;
  • Geografia física;
  • Demografia e cultura;
  • Tecnologia, transportes e comunicação;
  • Indústria;
  • Energia;
  • Cartografia.

Sociologia

  • Movimentos sociais e sua participação nas transformações do mundo contemporâneo;
  • Formação de identidades (nacionais e de grupos); 
  • Características do capitalismo contemporâneo; 
  • Globalização; 
  • Desenvolvimento da tecnologia como fenômeno onipresente.

Filosofia

  • Filosofia grega (períodos pré-socrático, clássico e helenístico)
  • Filosofia moderna (empirismo, racionalismo)
  • Filosofia contemporânea (Escola de Frankfurt); 
  • Democracia; 
  • Manipulação das massas pela Indústria Cultural. 

Enem 2020

Por causa da pandemia de Covid-19, as provas do Enem 2020 serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). 

Fontes: Professores Thiago Cavalcanti e Lia Moita, de história | George Wilton e Ronaldo Lourenço, de geografia | Nilo Sérgio, de filosofia e sociologia.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab